Fechar

logo

Fechar

Escola de João Pessoa diz que vai ao MP contra censura, e deputado contesta

Da Redação*. Publicado em 3 de setembro de 2019 às 8:19.

A direção da Escola Sesquicentenário, localizada na capital paraibana, deve acionar  o deputado Wallber Virgolino (Patriotas) por críticas que o parlamentar fez contra uma atividade da disciplina de sociologia realizada na unidade educacional.

Ele compartilhou na rede social Instagram cartazes de movimentos sociais como MST, militância LGBT e relacionados à legalização das drogas. Eles teriam sido produzidos pelos alunos com incentivo do professor Renan Palmeira, da disciplina.

Segundo a direção da escola, as críticas feitas pelo parlamentar configuram-se como censura.

Um ato contra o deputado foi realizado nessa segunda-feira (2).

Em  entrevista  à Rádio Arapuan FM,  o diretor do colégio, Angel Almeida, lamentou a postura do político e disse que vai acionar o Ministério Público.

– Nossa escola é acobertada pela lei 11.230, de dezembro de 2018, na qual a escola, assim como os professores e funcionários, são livres para expressarem seus pensamentos no ambiente escolar. Fizemos  esse movimento hoje para repudiar a fala do deputado Wallber Virgolino, que não quis, por exemplo, pontuar as coisas boas que a nossa escola tem. O trabalho foi feito pelo professor Renan Palmeira sobre movimentos sociais observando não só movimentos de esquerda como de direita, como o MBL, entre outros levados pelos alunos. O professor deixou livre para que eles expressassem de acordo com suas pactuações de movimentos sociais. Faremos um movimento coletivo contra esses ataques no Ministério Público – frisou.

Foto: Paraibaonline

Foto: Paraibaonline

Em resposta, também através de entrevista, Wallber (foto) afirmou não temer as intimidações.

– Eu recebo com bastante naturalidade.  Traz-me perplexidade a posição da escola porque ela é feita pra educar o aluno, dar direcionamento, não pode plantar ideologia ou fazer politicagem dentro da escola. O atual diretor é cabo eleitoral da deputada Cida Ramos, é um político que não conseguiu sucesso na política, está lá por apadrinhamento e está lá fazendo apologia a drogas, a legalização de aborto.  Eu não tenho medo de movimento nem de processo, tenho imunidade parlamentar pra isso. Deve sim levar ao Ministério Público. Se eles não levarem, eu levo, porque estão usando a escola para fins políticos, para alienar adolescentes e crianças. Eu fui procurado por vários pais e vou levar esses pais ao Ministério Público. Não vão me intimidar – ressaltou.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube