Quantcast

Fechar

logo

Fechar

Apontada como pivô da crise no PSB, deputada diz que está sofrendo bullying

Da Redação. Publicado em 11 de setembro de 2019 às 15:03.

Foto: Paraibaonline

Foto: Paraibaonline

Uma das primeiras a defender que o ex-governador Ricardo Coutinho assumisse o comando do PSB na Paraíba, a deputada estadual Cida Ramos falou sobre o impasse que gerou a crise na legenda.

Cida, que foi a deputada mais votada na última eleição, alegou que está sofrendo bullying por parte de colegas partidários.

Ela e colega de Parlamento Estella Bezerra, também filiada ao PSB, são apontadas como os pivôs das disputas que se formaram após Edvaldo Rosas, ex-presidente do partido, ser nomeado secretário de governo de João Azevêdo.

Nesta quarta-feira (11), Cida quebrou o silêncio e revelou que ao defender Ricardo como líder do partido vem sofrendo bullying de colegas socialistas, a exemplo do líder da bancada governista na Assembleia Legislativa, Ricardo Barbosa.

– O que eu estou sofrendo se chama bullying parlamentar. Mas, se existe uma coisa que a vida me ensinou e se cheguei aonde cheguei foi por combater isso. O bullying é sempre fraqueza de quem pratica – frisou.

Em resposta as críticas que vêm sofrendo, ela engrossou o discurso: “Eu elaboro, penso e falo. Eu não ladro”.

A parlamentar deixou claro que quando defendeu Ricardo como presidente do partido informou a João Azevêdo sobre o posicionamento.

– Eu fiz uma colocação assim que Edvaldo foi chamado pra compor o governo. Eu expressei minha opinião e disse que achava que, uma vez Edvaldo no governo, o momento político pedia na presidência do partido alguém experiente, para fortalecer o partido. Fiz de forma sincera. Expressei essa minha posição ao governador João Azevêdo e tenho com ele, como sempre tive com Ricardo, uma boa relação – ressaltou.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube