Quantcast

Fechar

logo

Fechar

Aesa também descarta risco de desabastecimento do açude de Boqueirão

Da Redação*. Publicado em 18 de setembro de 2019 às 11:32.

Durante entrevista recente, o gerente regional da Cagepa, Lucílio Vieira, considerou mínima a possibilidade de um racionamento de água em Campina Grande. Em entrevista nesta quarta-feira, 18, o presidente da Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba (Aesa), Porfírio Loureiro, falou sobre a afirmação do gerente e também descartou o racionamento nos próximos meses.

Foto: Paraibaonline

Porfírio contou à rádio Correio FM que não existe nenhuma previsão de racionamento para o sistema de Boqueirão.

– A afirmação da Cagepa, na pessoa de Lucílio, está correta. Existe uma tranquilidade no que diz respeito à quantidade de águas no açude. Não há o menor risco de desabastecimento, nem a necessidade de um racionamento nos municípios abastecidos por essas águas – afirmou.

De acordo com o presidente da Aesa, o volume atual do açude Epitácio Pessoa é de 95 milhões de metros cúbicos.

– No nosso termo de alocação já ficaram determinados os valores que serão retirados, e nós vamos chegar na nossa quadra chuvosa com cerca de 65 milhões de metros cúbicos – disse.

Porfírio explicou que a simulação realizada pela agência foi do período que vai até junho de 2020, e que mesmo que não haja um grande aporte no período chuvoso, as águas serão suficientes.

 

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube