Quantcast

Fechar

logo

Fechar

PL prevê cota para mulheres na CMCG, e advogado diz que matéria é inconstitucional

Da Redação*. Publicado em 6 de agosto de 2019 às 8:46.

Um projeto de lei ordinária, de autoria do vereador Saulo Noronha, visa à criação de uma cota de 30% das vagas na Câmara Municipal de Campina Grande para as mulheres.

– O projeto tem por finalidade reservar 30% das cadeiras da Casa de Félix Araújo para as mulheres, tendo em vista que as leis eleitorais reservam a candidatura nos partidos e acho que isso não é justo – disse.

Foto: Paraibaonline

Foto: Paraibaonline

Noronha (foto) ressaltou que o projeto vai ser colocado em pauta na Casa de Félix Araújo e espera que seja colocado para votação. Ele acredita que os colegas parlamentares entenderão o projeto e vão votar a favor.

No entendimento do advogado Rodrigo Rabelo, especialista em direito constitucional, a matéria seria inconstitucional.

Foto: Paraibaonline

– No meu entender, o projeto de lei é inconstitucional, porque essa matéria de determinar o número de cadeiras nas Câmaras municipais e federais e Assembleias, por cota de gênero, é reservada pela Constituição Federal. Esta determina o quantitativo por limite de cadeiras e cotas por gênero – explicou Rabelo (foto).

*As informações são da Rádio Campina FM

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube