Quantcast

Fechar

logo

Fechar

Ipsem explica que cálculo atuarial não se trata de reforma da previdência

Da Redação. Publicado em 22 de agosto de 2019 às 23:12.

Foto: Paraibaonline

O presidente do Instituto de Previdência Municipal de Campina Grande, Antônio Hermano, comentou em entrevista à Rádio Panorâmica FM que uma atualização do cálculo atuarial foi feita pelo Ipsem e um projeto de lei foi encaminhado à Câmara Municipal de Campina Grande como obrigação rotineira para definir a alíquota praticada no município, atualmente 11%.

Ele afirmou que a lei foi vista por alguns vereadores oposicionistas como uma reforma da previdência do município e rebateu essa informação, destacando que a lei precisa ser aprovada e se trata de uma ação rotineira por parte de institutos municipais de previdência.

Segundo Antônio, uma reunião já foi feita junto à presidente da Câmara Municipal de Campina Grande, Ivonete Ludgério (PSD), para detalhar a lei encaminhada para a Casa. Também frisou que a lei não atinge o bolso do servidor e é analisada por atuários e auditores para verificar se tudo está dentro dos parâmetros legais.

– Todo ano é para se fazer isso e já vinham aprovando essas leis normalmente. Mas acharam por bem de questionar, acharam que era uma reforma da previdência. A reforma está em curso ainda e foi encaminhada para o Senado Federal. O cálculo atuarial é uma rotina imposta pela lei federal 9.717 – disse.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube