Quantcast

Fechar

logo

Fechar

Grupo de dança apresenta em Campina Grande o espetáculo Bagaço

Da Redação com Ascom. Publicado em 29 de agosto de 2019 às 11:14.

O espetáculo Bagaço é definido pelo +Um Coletivo de Arte como “um registro de afetos”, pois fala de temas como religiosidade e sexualidade, estabelecendo possíveis relações com a memória rebuscada pelos bailarinos através de suas próprias experiências perceptivas. O Bagaço, para o grupo, é antes de tudo, ressignificação, visto que a montagem partiu de um outro espetáculo, o Caldo da Cana.

O +Um Coletivo explica que a apresentação foi construída sem uma fixação da ordem das cenas. Cada cena funciona de forma independente e autônoma, como fragmentos de memória, não existe uma única narrativa e uma linearidade fixa. O público deverá escolher a ordem das cenas, sem, no entanto, saber ao certo o que está escolhendo. Só serão dados os nomes de cada cena e cada pessoa decidirá a ordem de apresentação para cada dia, e o +Um Coletivo só saberá o resultado da escolha minutos antes da apresentação.

Foto: Thercles Silva

O espetáculo Bagaço teve sua estreia em 2014, resultado de uma pesquisa iniciada anos antes pela bailarina Rafaella Lira em um projeto de extensão na UFPB, quando ela encontrou um caderno com anotações do espetáculo Caldo da Cana e ficou muito impressionada com o que leu.

Caldo da Cana é uma montagem de 1984 do grupo Dança Livre, dirigido por Zett Farias, com coreografia de Rosa Cagliani (1957-2008), roteiro de W. J. Solha, direção teatral de Fernando Teixeira, música original de Carlos Anísio e Odair Salgueiro, executada pela Orquestra Sinfônica da Paraíba.

A partir da descoberta de Rafaella o +Um Coletivo de Arte estabeleceu não uma remontagem, mas a criação de um espetáculo novo, através de um diálogo artístico com Caldo da Cana.

A apresentação faz parte do Projeto Campanha de Popularização do Teatro e da Dança, uma realização da Associação Amigos do Teatro Municipal Severino Cabral com apoio da Prefeitura Municipal de Campina Grande através da Secretaria de Cultura e Teatro Municipal Severino Cabral.

Os ingressos estão à venda no Teatro Severino Cabral, aos preços de R$ 10 (meia-entrada) e R$ 20 (inteira).

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube