Quantcast

Fechar

logo

Fechar

Em homenagem a ex-chefe do Exército, Senado reproduz mensagem que irritou PT

Da Redação. Publicado em 12 de agosto de 2019 às 19:59.

Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado

RICARDO DELLA COLETTA E DANIEL CARVALHO

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) – Na sessão especial em homenagem ao ex-comandante do Exército, general Eduardo Villas Bôas, o Senado projetou no plenário da Casa a mensagem do militar publicada na véspera do julgamento em que o STF (Supremo Tribunal Federal) rejeitou um pedido de habeas corpus do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, permitindo que o petista começasse a cumprir pena após a condenação em segunda instância.

A publicação de Villas Bôas, feita no Twitter em 3 de abril do ano passado, causou polêmica e o PT acusou o militar de atuar para interferir no resultado do julgamento.

“Asseguro à Nação que o Exército Brasileiro julga compartilhar o anseio de todos os cidadãos de bem de repúdio à impunidade e de respeito à Constituição, à paz social e à Democracia, bem como se mantém atento às suas missões institucionais”, escreveu o general, na mensagem agora reproduzida no telão do Plenário do Senado.

Em 3 de abril do ano passado, Villas Bôas também escreveu no Twitter: “Nessa situação que vive o Brasil, resta perguntar às instituições e ao povo quem realmente está pensando no bem do país e das gerações futuras e quem está preocupado apenas com interesses pessoais?”.

No julgamento do HC de Lula no dia seguinte, o STF decidiu pela possibilidade de prisão do petista em segunda instância, que acabou concretizada três dias depois.

Em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo em novembro de 2018, Villas Bôas comentou sua publicação da véspera do julgamento de Lula e disse que, na ocasião, sentiu que “a coisa poderia fugir ao nosso controle”.

“Reconheço que houve um episódio em que nós estivemos realmente no limite, que foi aquele tuíte da véspera da votação no Supremo da questão do Lula”, afirmou o general na entrevista.

“Ali, nós conscientemente trabalhamos sabendo que estávamos no limite. Mas sentimos que a coisa poderia fugir ao nosso controle se eu não me expressasse. Porque outras pessoas, militares da reserva e civis identificados conosco, estavam se pronunciando de maneira mais enfática”, concluiu.

A assessoria do senador Chico Rodrigues (DEM-RR), autor do requerimento da homenagem, disse que a escolha do material de apoio da sessão -entre elas a mensagem projetada no telão- foi feita pelo gabinete do parlamentar.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube