Quantcast

Fechar

logo

Fechar

Em Campina Grande, ex-ministro da Justiça avalia atual situação do Brasil

Da Redação*. Publicado em 13 de agosto de 2019 às 11:53.

O ex-ministro da Justiça José Eduardo Cardozo esteve em Campina Grande proferindo palestra durante o evento Semana do Advogado e afirmou em entrevista que considera que a democracia e o estado de direito estão em crise.

Ele avaliou que o país está vivendo uma regressão, onde as pessoas estão perdendo o direito de se expressar.

– A democracia e o estado de direito estão em crise, infelizmente. Eu achava que depois de 1988, nós não íamos viver mais momentos e situações como essas que nós vivemos. Acho que está se construindo uma relação de intolerância nas pessoas, em que o direito das pessoas se expressarem e a necessidade de se ouvir aquilo que os outros dizem está sendo ignorada. É como se nós estivéssemos regredindo no tempo, onde o direito das pessoas se expressarem e de serem ouvidas esteja sendo negado – disse.

Foto: Leonardo Silva/Paraibaonline

Sobre a reforma da Previdência, Cardozo frisou que a proposta foi apresentada para o povo brasileiro como a solução para o país e isso não é verdade. Também disse que a classe política deve se pautar pela Constituição e não se deixar tomar pela vaidade.

– Eu acho que se construiu uma ideia de que a reforma da Previdência era fundamental para o país e que, uma vez aprovada a reforma da Previdência, o Brasil seguiria outros rumos. Isso é uma mentira. Venderam uma coisa para os brasileiros que não vai se consumar, ou seja, não é a reforma da Previdência que vai fazer o Brasil sair da crise – disse.

O ex-ministro lamentou que, durante algumas viagens ao exterior, as pessoas lhe questionem se é verdade que algumas coisas vêm acontecendo no Brasil, como homenagem a torturadores.

*As informações foram concedidas à Rádio Caturité FM

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube