Quantcast

Fechar

logo

Fechar

Petrobras e Sebrae vão financiar empresas inovadoras de tecnologia

Da Redação com Agência Brasil. Publicado em 6 de julho de 2019 às 11:29.

A Petrobras fechou parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) para financiamento e apoio tecnológico e de gestão para startups (empresas emergentes) e pequenas empresas inovadoras de base tecnológica.

A iniciativa integra o programa Petrobras Conexões para Inovação, cujo objetivo é estimular o desenvolvimento de soluções para atender às necessidades de negócio do setor de petróleo, gás e energia.

O primeiro edital, no valor de R$ 10 milhões, foi lançado nesta sexta-feira (5) e ficará com inscrições abertas até 5 de setembro próximo. O Sebrae-RJ vai desempenhar o papel de gestor executivo, informou à Agência Brasil a coordenadora de Petróleo, Gás e Energia da instituição, Maíra Campos.

Ela salientou que, diferentemente de outras iniciativas que utilizam recursos de inovação da operadora do setor de petróleo e gás, com a entrada do Sebrae, “a gente vai possibilitar que o recurso vá diretamente para a pequena empresa, o que é novidade nesse modelo”.

Além de liberar o recurso, o Sebrae-RJ vai acompanhar sua aplicação na forma técnica e financeira e vai também aprovar, de forma intermediária, a prestação de contas, “porque o empresário que desenvolve tecnologia não consegue se acostumar a isso”.

A coordenadora disse que, adicionalmente e com a evolução do projeto, deverão ser criados indicadores, bem como um programa para aumento da competitividade da empresa.

O Sebrae-RJ vai prover o conhecimento necessário para acompanhamento e desenvolvimento do projeto, por meio de consultores externos. “Ou seja, com o desenvolvimento e sucesso do projeto tecnológico, a empresa estará mais capacitada para desenvolver novos projetos, o que possibilitará, inclusive, que ela venda internacionalmente, que é o grande papel do Sebrae”, destacou Maíra Campos.

Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

Aprovação final

Segundo explicou o líder do projeto, Ricardo Ramos, consultor do Centro de Pesquisas Leopoldo Américo Miguez de Mello (Cenpes), unidade da Petrobras responsável pelas atividades de pesquisa e desenvolvimento, o Sebrae-RJ terá um papel fundamental no suporte aos demais Sebraes estaduais para poder articular toda a parte administrativa junto à Petrobras de prestação de contas e de acompanhamento dos projetos, inserindo os polos de trabalho no sistema da empresa.

O Sebrae-RJ também vai viabilizar suporte para as empresas fluminenses.Ramos acredita que já a partir da próxima semana, o edital vai estar disponível na íntegra no site do Sebrae, com endereço específico. “E a partir dali, as empresas já poderão conhecer todo o mecanismo de seleção, toda a questão dos critérios, tudo detalhadinho como vai ser fase a fase, para a gente selecionar os projetos”.

O processo seletivo tem o suporte do Sebrae de ponta a ponta em todas as fases, incluindo a organização do workshop técnico, junto com a Petrobras. Mas a banca de seleção final vai ser constituída somente pela Petrobras. Isso significa que durante todo o processo, o Sebrae dará às empresas candidatas todo o suporte necessário para desenvolvimento dos projetos e submissão de propostas.

Para as empresas que não tiverem recursos para participar do encontro técnico no Rio de Janeiro, a Petrobras vai disponibilizar mecanismos para que elas possam participar de forma remota.

Na fase final, a Petrobras fará a seleção dos projetos aprovados. Ricardo Ramos disse que a metodologia adotada prevê o lançamento de editais sucessivos. “A gente acredita no sucesso desse primeiro edital. A gente fez um modelo para dar certo, a gente quer que dê certo. E dando certo, vai ter novo editais no próximo ano e assim sucessivamente”.

Fortalecimento da cadeia

O consultor da Petrobras afirmou que a ideia com esse edital é fortalecer os fornecedores nacionais do setor de petróleo e gás. “Essa é uma das nossas premissas. A gente quer estimular o adensamento da cadeia produtiva, o crescimento de empresas de micro e pequeno porte, de startups. A gente quer que elas se tornem players importantes na indústria de petróleo e gás e em outras indústrias também”.

O edital prevê o financiamento de até dez projetos, em seis diferentes áreas, com valores que variam de R$ 500 mil a R$ 1,5 milhão. De acordo com informação do gerente-executivo do Cenpes, Orlando Ribeiro, a ideia é investir até R$ 60 milhões nos próximos cinco anos em projetos de pesquisa, desenvolvimento e inovação.

De acordo com o edital, qualquer micro ou pequena empresa inovadora, com ou sem parceria de instituições científicas e tecnológicas, pode apresentar projetos nas áreas de tecnologias digitais, captura e utilização de carbono, novas energias, nanotecnologia, corrosão e catalisadores.

“São áreas importantes não apenas para a estratégia tecnológica da nossa empresa, mas para todo setor de óleo e gás”, explicou Ramos.

As inscrições serão abertas no dia 1º de agosto no site. As empresas que forem selecionadas terão até dois anos para desenvolver seus projetos. Entre as exigências para seleção estão o impacto da solução proposta para o negócio da Petrobras, a consistência e a viabilidade do projeto, incluindo facilidade de implantação da solução proposta, capacidade técnica da equipe, grau de inovação, nível de maturidade tecnológica e potencial de ganho de escala, informou a assessoria da Petrobras.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube