Fechar

logo

Fechar

Governo cogita acabar com deduções médicas no Imposto de renda

Da Redação. Publicado em 8 de julho de 2019 às 21:22.

Foto: Marcello Casal JrAgência Brasil

Um estudo do Ministério da Economia, revelado pelo jornal O Globo, sugere o fim das deduções médicas do Imposto de Renda de Pessoas Físicas (IRPF).

O mecanismo permite que o contribuinte diminua o valor do imposto devido à Receita Federal – ou aumente o montante a ser recebido na hora da restituição (quando a Receita entende que o contribuinte pagou mais impostos do que deveria).

No lugar do benefício, o governo propõe o corte das alíquotas do IRPF em 8%.

A equipe econômica alega que a medida corrigiria uma distorção causada por esse tipo de subsídio tributário: ele acaba beneficiando uma parcela pequena – e mais rica – da população.

Atualmente, a renúncia do governo a partir de gastos médicos atinge a faixa dos 20% mais ricos do país.

Dentro dessa parcela, a concentração do benefício para os mais ricos é ainda mais evidente: 86% da renúncia fica com os 10% mais ricos. E só 1% dos contribuintes se apropria de 18% dos subsídios.

Ainda segundo o estudo, em 2017 o gasto tributário com as deduções chegou a R$15 bilhões.

O levantamento também aponta que as deduções médicas do IRPF constituem o gasto mais pesado da conta total de subsídios do governo no setor de saúde.

Atualmente, cerca de R$ 11 bilhões vão para desonerações da produção de remédios e R$7,8 bilhões em isenção para entidades de saúde filantrópicas.

*fonte: oglobo

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube