Quantcast

Fechar

logo

Fechar

Paolla Oliveira diz que Vivi Guedes a tem deixado mais ousada

Folhapress. Publicado em 9 de junho de 2019 às 18:21.

Foto: Reprodução/ Gshow

Foto: Reprodução/ Gshow

BEATRIZ VILANOVA
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Conectada, fashion e ousada são adjetivos que podem descrever tanto Vivi Guedes, personagem da novela “A Dona do Pedaço” (Globo), quanto a atriz que a interpreta, Paolla Oliveira, 37.

Na trama de Walcyr Carrasco, Vivi passa por uma infância humilde e traumática, até ser adotada e, anos mais tarde, se transforma em uma influenciadora digital segura de si e famosa. Para Paolla, é a transição que marca o empoderamento da personagem que tem até perfil real no Instagram -e mais de 240 milhões de seguidores.

Nos últimos episódios, Vivi acaba reencontrando sua irmã Fabiana (Nathalia Dill), da qual foi separada quando ainda era criança, e a chama para trabalhar com ela. A personagem também está noiva de Camilo, mas em breve se apaixonará por Chiclete (Sergio Guizé), encomendado por Cosme (Osvaldo Mil) para matá-la.

O papel da influenciadora exigiu algum preparo da atriz, que passou a acompanhar mais perfis de moda -desde os de grifes até os de fotógrafos e diretores do meio. Também fez pesquisas com influenciadores digitais, como Carlinhos Maia, o brasileiro mais seguido no Instagram, para ficar mais “conectada e presente nesse mundo”.

“Vivi está me deixando mais conectada, antenada e mais ousada. Poucas coisas não podem [para ela] e a Vivi é uma mulher segura, que chega para reforçar isso”, diz a atriz. “Sempre consumi moda, mas a ficção está me colocando mais próxima disso -e eu estou gostando.”

Com tanta imersão, ela mesma já se vê dentro dessa realidade. “Vivi está me ajudando a ser mais segura. Eu me considero uma influenciadora, [mas] só percebi isso quando comecei a falar. Todo mundo que tem um celular na mão, tem conteúdo que quer dizer alguma coisa e tem pessoas que assistem [pode ser]. Acabei entrando nesse meio, tendo 17 milhões de seguidores”, diz.

A atriz afirma que procura ser a mais verdadeira possível nas redes, mas que não recusa os filtros providos por elas. O ideal, segundo Paolla, é ser sempre espontânea, já que a internet gira justamente em torno desta segurança que o usuário passa.

“Por que não usar o melhor ângulo, por que não usar filtro e se ver de uma melhor maneira? Mas também, por que não colocar uma cara sem maquiagem? […] Gosto de ter a minha rede com a minha cara. Ela é verdadeira, real e natural”, diz. “Arrumei uma maneira confortável e que não me expõe muito nas redes. […] Acho que é disso que as pessoas gostam, só pode ser.”

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube