Quantcast

Fechar

logo

Fechar

Mais vazamentos contra Moro envolvem o Supremo Tribunal Federal

Da Redação*. Publicado em 23 de junho de 2019 às 13:10.

Foto: ABr

Foto: ABr

Procuradores na linha de frente da Operação Lava Jato se articularam para proteger Sergio Moro e evitar que tensões entre ele e o Supremo Tribunal Federal paralisassem as investigações num momento crítico da força- tarefa em 2016, segundo mensagens privadas obtidas pelo site The Intercept Brasil, divulgadas neste domingo pelo jornal Folha de São Paulo.

O objetivo era evitar que a divulgação de papéis com nomes de dezenas de políticos – encontrados pela Polícia Federal na casa de um executivo da Odebrecht – acirrasse o confronto com o Supremo ao expor pessoas que tinham direito a foro especial e, portanto, só poderiam ser investigadas com autorização da corte.

Moro temia um novo atrito como STF, já que acabara de ser repreendido por ter divulgado escutas telefônicas do ex-presidente Lula.

Havia o receio, ainda conforme a matéria do jornal, de que o ministro Teori Zavascki desmembrasse os inquéritos que estavam sob controle do juiz em Curitiba e os esvaziasse exatamente quando as investigações avançavam.

O ministro Sergio Moro diz não reconhecer a autenticidade das mensagens, considera sua divulgação sensacionalista e nega ter cometido ilegalidades na condução da Operação Lava Jato.

*fonte: uol

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube