Quantcast

Fechar

logo

Fechar

“Foram apenas brincadeiras”, diz manifestante sobre ameaça de invasão de lojas em CG

Da Redação*. Publicado em 18 de junho de 2019 às 9:58.

Durante os manifestos contra a reforma da Previdência, na última sexta-feira, 14, manifestantes tentaram invadir lojas no centro de Campina Grande.

Pessoas de todo o Brasil foram às ruas manifestar-se contra a reforma da Previdência do governo Jair Bolsonaro (PSL). Durante o protesto, opositores à reforma teriam ameaçado invadir lojas famosas do centro da cidade.

Foto: Paraibaonline

Foto: Paraibaonline

O professor Hermano Nepomuceno, em entrevista nesta segunda-feira à Rádio Campina FM, falou sobre as ações e justificou as acusações de ameaças por parte dos manifestantes.

Segundo Hermano, nenhum participante do protesto iria de fato fazer a invasão às lojas.

– Foram apenas brincadeiras. Falaram mesmo que iam pegar umas camisas, mas foram somente brincadeiras – afirmou.

O professor também explicou pontos da proposta da reforma da Previdência que, segundo ele, ferem totalmente os direitos dos cidadãos brasileiros.

– O governo quer derrubar direitos da Constituição brasileira, por isso os brasileiros estão entrando em greve. Não dá pra deixar que o presidente tire o direito do trabalhador, do aposentado. Fazer greve é um direito nosso, previsto nas leis que regem o Estado – explicou.

O presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Campina Grande, Artur Bolinha, por meio de nota oficial repudiou totalmente a ação dos manifestantes, dizendo que não se opõe aos manifestos em si, e sim, a como eles têm sido feitos. Na nota, ele afirmou ainda que irá tomar as medidas judiciais cabíveis à situação.

*As informações foram veiculadas na Rádio Campina FM

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube