Fechar

logo

Fechar

Ex-magistrados afastados recebem milhões dos cofres públicos

Da Redação. Publicado em 11 de junho de 2019 às 17:42.

 

Foto: Ascom

Foto: Ascom

Aposentados compulsoriamente pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), 47 magistrados tiveram um rendimento bruto de cerca de R$ 10 milhões em seis meses.

Os juízes e desembargadores e até um ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) perderam os cargos entre 2008 e 2018 por venda de sentença, desvio de recurso, tráfico de influência, conduta negligente e outras faltas disciplinares, destaca o ´Estadão´.

O jornal cita como exemplo um magistrado suspeito de participar de esquema que teria desviado R$ 70 milhões dos cofres públicos de Rondônia.

Trata-se do ex-presidente do Tribunal de Justiça do Estado, Sebastião Teixeira Chaves, que recebeu em seis meses dos cofres públicos R$ 415.972,81

Outro caso mencionado na reportagem é de um juiz do Maranhão, que foi considerado culpado em três processos.

Mesmo assim, ele recebeu um rendimento bruto de R$ 198,6 mil o último semestre.

A Lei Orgânica da Magistratura (Loman), de 1979, prevê a aposentadoria compulsória como a mais grave das penas disciplinares a um juiz vitalício.

A base parlamentar do presidente Bolsonaro é o que popularmente se chama ´balaio de gatos´.

*fonte: estadao

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube