Quantcast

Fechar

logo

Fechar

Durante missa, pai de GD afirma que objetivo de vida do músico era divulgar o amor

Folhapress. Publicado em 2 de junho de 2019 às 20:22.

Foto Josemar Gonçalves/Tripé Imagem/Folhapress

ALINE MARTINS
JOÃO PESSOA, PB (FOLHAPRESS) – A missa de sétimo dia do cantor Gabriel Diniz, morto em um acidente aéreo na última segunda (27), aconteceu na tarde deste domingo (2), na Catedral Basílica de Nossa Senhora das Neves, no centro da cidade de João Pessoa.

Antes da celebração, o pai do músico, Francisco Cizinato Diniz, revelou as perspectivas para o futuro e anunciou o fim da banda do filho.

Meia hora antes do início da missa chegaram Francisco Cizinato Diniz, a mãe e a irmã do artista, além da namorada, a psicóloga Karoline Calheiros. Todos estavam abalados com a perda.

Francisco afirmou que agora se encerra a entrega do músico a Deus. “Hoje para mim é um momento de alegria. De fato eu encerro a entrega do Gabriel. Hoje eu estou consagrando ele a Deus com todo o meu coração porque eu sei que ele está num lugar bacana, num local legal. Quando falo bacana, lugar legal, não é só uma metáfora porque eu sei que ele está em um lugar perfeito para o que ele veio fazer aqui”, disse.

Além disso, o pai disse acreditar que o objetivo de Gabriel era maior do que a música. “Eu tenho certeza que ele usou como ferramenta a música, mas o grande objetivo não era a música, mas divulgar o amor, a forma de amor, de fazer rir. Não falo isso porque é um momento simbólico, mas é porque eu tive entendimento “, afirmou.

Em relação à banda de Gabriel, Francisco revelou que ela será encerrada. “Nesses 30 dias eu tenho que tomar algumas atitudes burocráticas e não posso fugir disso. Eu já estou tomando algumas. A gente já deu aviso prévio a todos da banda. Fizemos uma reunião anteontem. A gente tinha que fazer”, disse.

“Não temos interesse em manter a banda em andamento. Nós vamos fazer a baixa dela, botar em silêncio, dormindo em silêncio por seis meses, um ano… Não sei. Confesso que me envolvi pela música com relação ao Gabriel. Ele me agitou tanto que fiquei apaixonado pela música e isso é o mais difícil.”

Após a cerimônia religiosa, foram realizadas várias homenagens. Alguns fãs compareceram com alguns cartazes em apoio aos familiares.

Futuro

Antes de morrer, Gabriel deixou algumas músicas gravadas, de acordo com seu pai. “Ele gravou umas três músicas lá em casa, mas não sei se eles chegaram a fechar e gravar. Existem alguns EPs que estão na Universal, tem até uns clipes que a gente ia lançar”, comenta.

Francisco também disse que o cantor estava construindo uma casa para a família. “Talvez eu até construa para vender, mas eu não queria vender porque seria vender o sonho dele”, disse após a missa.

Na última sexta (31), Francisco fez uma transmissão ao vivo nas redes sociais, ao lado da nora Karoline Calheiros, para falar que todos estavam bem. “Quero deixar claro para vocês o seguinte, que eu não estou sofrendo tanto. Acho que estou sofrendo uns 30% do que um pai deveria sofrer”, disse.

“Como eu sei que o Gabriel era diferente, um cara forte. Como eu sei que o que ele veio fazer aqui ele já resolveu, isso me alegra. Eu sei que ele fez bem feito. Um cara alegre, feliz, que botou açúcar na vida de todo mundo. Como é que eu posso reclamar de Deus, se eu tive a oportunidade de conviver 28 anos com ele?”.

TRAGÉDIA
Gabriel Diniz morreu em um acidente aéreo na cidade de Estância, na região de manguezal do Porto do Mato, perto da divisa entre Sergipe e Bahia nesta segunda-feira (27).

O músico nasceu em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, mas desde os dois anos morava na cidade de João Pessoa. Por onde andava, Gabriel Diniz carregava o nome da Paraíba.

No dia 1°/4, ele recebeu da Assembleia Legislativa da Paraíba o título de cidadão paraibano. Emocionado, fez um vídeo mostrando a alegria de se tornar um verdadeiro paraibano.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube