Quantcast

Fechar

logo

Fechar

Deputado diz que Bolsonaro não tem foco e acha difícil aprovação de reforma

Da Redação de João Pessoa (Hacéldama Borba). Publicado em 26 de junho de 2019 às 10:59.

A comissão especial da reforma da Previdência irá retomar os trabalhos nesta quarta-feira (26) com o objetivo de encerrar as discussões e proporcionar a leitura de uma complementação ao parecer da proposta do relator, deputado Samuel Moreira (PSDB-SP).

O deputado federal Aguinaldo Ribeiro (PP-PB) avalia que conseguir 308 votos para aprovar a reforma da Previdência “é uma difícil construção cirúrgica”. Segundo ele, a proposta que será aprovada não é a do governo, pois este “não ajuda muito, porque o presidente Bolsonaro tem boa intenção, mas não tem projeto e não tem foco”, disse.

Foto: Paraibaonline

Foto: Paraibaonline

Em entrevista à imprensa nacional, Ribeiro rebateu o ministro da Economia, que fez várias críticas ao relatório apresentado na Comissão Especial. “Não adianta o Paulo Guedes fazer beicinho. O que adianta é aprovar uma reforma realista, mesmo que mais modesta”, destaca publicação do BR18.

Ele garante que a proposta que está sendo construída no Congresso terá um impacto fiscal, em dez anos, entre R$ 600 milhões e R$ 800 milhões. No entanto, ele afirma que a reforma “não será a salvação da lavoura, como o governo está anunciando”, completou.

Já os presidentes do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), e da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmam que o Congresso reúne os votos necessários para aprovar a reforma da Previdência. “A Câmara já tem os 308 votos. No Senado, tem ampla maioria”, apostou Alcolumbre.

No Congresso, há sinais de que a votação da reforma só ocorra na próxima semana.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube