Fechar

logo

Fechar

Professor diz haver desinformação com relação a cortes na educação e critica Aduepb

Da Redação*. Publicado em 14 de maio de 2019 às 9:18.

O professor Pedro Cézar Coelho, da Universidade Estadual da Paraíba, criticou a movimentação que será realizada no próximo dia 15 de maio, em oposição aos cortes informados pelo Ministério da Educação com relação às universidades federais do país. A UEPB vai participar desta, através de uma manifestação feita pela Associação dos Docentes da instituição.

Durante entrevista concedida à Rádio Campina FM, o professor disse que existe uma desinformação com relação à notícia do possível corte de 30% e, segundo ele, este nunca existiu e o que há de fato é um contingenciamento de 3,5%.

Foto: Paraibaonline

Foto: Paraibaonline

– Vê-se aí uma lacuna na informação. Mas quando aprofunda nas informações, e foi explicado pelo ministro, na verdade os 30% que se fala foi um cálculo mal feito, ou feito de forma tendenciosa, de 3,5% em cima do montante entre 12% e 15%. Se fala de um corte geral de 30%, que não tem nem como haver, e na verdade foi um contingenciamento de 3,5%. Então partimos de uma premissa de desinformação, que está gerando um movimento das federais nacionais e, consequentemente, na UEPB, vinculado através da Aduepb – apontou.

Pedro Cézar aproveitou para criticar a Associação dos Docentes da Universidade Estadual da Paraíba. De acordo com ele, esta tem atuado de forma político-partidário-ideológica em vez de uma defesa real da instituição.

– Diante dos tantos cortes que houve do governo estadual, em relação à UEPB, a gente viu o próprio presidente da Aduepb votando no governo, bem como o reitor e o vice declarando seus votos. Então é algo que nos deixa preocupados porque são movimentos equivocados – disse.

Pedro contou que a associação e a reitoria não representam a maioria dos professores.

*As informações são da Rádio Campina FM

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube