Quantcast

Fechar

logo

Fechar

Para Sindicato, aumento de preços dos combustíveis no fim de semana em CG foi normal

Da Redação. Publicado em 29 de maio de 2019 às 22:49.

O presidente do Sindicato dos Revendedores de Combustíveis em Campina Grande e Região, Bruno Agra, comentou a polêmica do aumento dos preços da gasolina, no último final de semana, no mesmo dia em que a Petrobras anunciou uma diminuição do preço na refinaria.

Ele explicou que a queda no preço informada pela Petrobras foi de 4,4%, porém a estatal tem aumentado os preços desde janeiro último, e que a majoração, do primeiro mês do ano para cá, está em tono de 26%.

– Desde o início do ano, a Petrobras já aumentou em mais de 30% o preço da gasolina. Então se abatermos os 4,4%, que ela alardeou para mídia como redução, na realidade ela teve um aumento de 26% de janeiro a maio. A gasolina era comercializada da refinaria para a distribuidora, no dia 31 de janeiro, a R$ 1,40 e já no dia 25 de maio, já com a redução, estava sendo comercializada a R$ 1,88. Ou seja, 48 centavos mais caro do que no início do ano – explicou.

Bruno ressaltou que, ao passo em que a distribuidora tem um acúmulo de 26% no período, em Campina Grande, o valor da gasolina foi reajustado em 12,2%. O lucro bruto do posto era de 6,8% e agora passou para 11%.

– Esta não é uma margem para nenhum varejista trabalhar. Essa realidade culminou até no encerramento das atividades de pelo menos quatro postos, no último mês, que foram adquiridos por outras redes em ração das dificuldades de mercado – contou.

Ainda de acordo com Agra, os preços dos combustíveis praticados em Campina Grande estão dentro do valor de mercado e que, 56% destes vão diretamente para impostos.

As informações são da Rádio Campina FM

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube