Fechar

logo

Fechar

Governador autoriza concurso com 400 vagas para a Fundac

Da Redação com Secom/PB. Publicado em 20 de maio de 2019 às 21:16.

Foto: Secom/PB

Foto: Secom/PB

O governador João Azevêdo autorizou, nesta segunda-feira (20), no Palácio da Redenção, em João Pessoa, a realização do concurso público com 400 vagas para agentes socioeducativos da Fundação Desenvolvimento da Criança e do Adolescente “Alice de Almeida” (Fundac).

A solenidade foi prestigiada pela vice-governadora Lígia Feliciano, por deputados estaduais e por auxiliares do Governo do Estado.

Na ocasião, o chefe do Executivo estadual destacou que o Governo ampliou o número de vagas para suprir completamente a demanda da Fundac.

“Inicialmente, estavam previstas 300 vagas e passamos para 400, o que vai resolver, em definitivo, uma grande lacuna. Essa é uma área que precisa ter pessoas preparadas para lidar com uma questão importante, afinal, são adolescentes que estão em situação extremamente vulnerável e que a Fundac tem a missão principal de reintegrar e oferecer chances para esses jovens e é o que estamos buscando com a qualificação da mão-de-obra”, explicou.

Ele também evidenciou o respeito da gestão estadual com os funcionários da Fundac que atuam com políticas que visam à inclusão social.

“Esse momento envolve educação e socioeducação porque dá uma segunda chance a jovens que passaram por dificuldades. Nós temos respeito com o segmento e a clareza da importância de entrar pela porta da frente no Governo do Estado, reconhecendo que a Fundação precisa ter o seu próprio quadro, pois é uma instituição que tem uma responsabilidade muito grande”, frisou.

A secretária de Estado do Desenvolvimento Humano, Neide Nunes, afirmou que a socioeducação da Paraíba está em festa por garantir uma grande conquista.

“O anúncio de hoje representa o olhar sensível do Governo e se configura como um marco para a história da Paraíba que fará o primeiro concurso para agentes socioeducativos. A Secretaria da Administração vai fazer todo processo de licitação para que as bancas possam concorrer e realizar o concurso que deve ocorrer ainda este ano”, pontuou.

Foto: Secom/PB

Foto: Secom/PB

O presidente da Fundac, Noaldo Meireles, disse que a realização do concurso irá facilitar o trabalho da instituição. “Pela Legislação, os agentes são obrigados a passar por um processo de reciclagem constante e isso facilita o investimento do Estado com os servidores. Além do mais, essa é uma demanda histórica dos movimentos e dos órgãos que acompanham o sistema socioeducativo na Paraíba e esses 400 agentes vão suprir a necessidade de nossas unidades em todo o Estado, tendo direito a gratificações e vale-alimentação”, enfatizou.

A presidente do Conselho Estadual dos Direitos Humanos, Guiany Campos Coutinho, ressaltou que a instituição se sente feliz e contemplada com a autorização do concurso da Fundac. “Há muitos anos, o Conselho vem pautando a questão do concurso público e esse anúncio de hoje é de uma importância muito grande para nós que vemos a concretização do que almejávamos há muito tempo”, comentou.

O procurador regional dos Direitos do Cidadão, José Godoy, também parabenizou a iniciativa do Governo do Estado.

“Nós estamos tratando de uma questão que envolve, ao mesmo tempo, legalização de atos da administração pública e, acima de tudo, de Direitos Humanos. Nós precisamos ter um corpo de servidores para a questão da socioeducação, com estabilidade, capacidade e treinamento. Ver a Paraíba avançando num momento em que vemos retrocesso de Direitos Humanos é muito prazeroso e um momento ímpar para o Ministério Público Federal”, acrescentou.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube