Quantcast

Fechar

logo

Fechar

STTP explica longas filas na Integração e pagamento de passagens só com cartão

Da Redação*. Publicado em 9 de abril de 2019 às 10:24.

Quem passou ontem, 8, pelo Terminal de Integração de Campina Grande se deparou com grandes filas e informações de que não seria mais possível realizar a integração em dinheiro. Isso causou um burburinho entre os passageiros, internautas e população em geral.

O que acontece é que, segundo o superintendente da Superintendência de Trânsito e Transportes Públicos de Campina Grande (STTP), Felix Araújo Neto, a decisão judicial que tira a obrigatoriedade de o motorista de ônibus passar troco está sendo cumprida, e a solução para isso seria, ou a volta do cobrador, o que oneraria ainda mais a tarifa, ou o incremento de 100% dos passageiros usando o cartão de integração temporal.

Foto: Paraibaonline

Foto: Paraibaonline

De acordo com Félix, atualmente 82% dos passageiros do transporte público campinense usam o cartão, e apenas 18% fazem o transporte usando dinheiro.

Diante da determinação judicial, ele explicou que o mais viável para a população, pelo menos no momento, seria a transição total dos passageiros para o sistema de bilhetagem eletrônica.

– A decisão diz que o motorista não pode mais passar troco em Campina Grande. O Sitrans já recorreu, mas o que se desenha para frente é que isso seja mantido. Para resolvermos, temos dois caminhos: ou a volta do cobrador ou a implantação de instrumentos tecnológicos, que já temos.  A volta deste profissional aumentaria ainda mais a passagem. O Conselho Municipal de Transportes avaliou a questão e foi estabelecido um prazo de migração desses 18% de passageiros que ainda utilizam dinheiro, para o sistema eletrônico – contou.

Félix disse que, seguindo o prazo de transição, que deve durar até pelo menos 4 de maio, o Sitrans colocou uma equipe no guichê do Terminal de Integração para que as pessoas já façam seu cartão, tendo em vista que, após esse prazo, o transporte coletivo de Campina Grande só poderá ser realizado através do cartão, devido à determinação judicial.

– Por isso se gerou filas no Terminal de Integração. A ideia é que o Sitrans aumente esse número de guichês para atendimento do público e faça da forma mais respeitosa à população. Existe essa fase de transição, de quem pagar em dinheiro possa fazer o cartão. Caso esse sistema não dê certo, poderemos retornar com a cobrança feita por cobradores nos ônibus, mas temos tecnologia e temos como solucionar esse problema, provocado pela decisão judicial. A forma menos impactante sem onerar a tarifa e atender a demanda do Ministério Público do Trabalho, é pela migração para o cartão – explicou.

Félix ressaltou que, até a data final da migração, o passageiro poderá sim pagar passagem em dinheiro. Ainda disse que não é exigido colocar alguma quantia no cartão de integração para poder realizar viagens e, caso isso esteja sendo obrigatório no guichê de atendimento no Terminal de Integração, o cidadão poderá procurar a STTP para que esta tome as medidas cabíveis.

*As informações são da Rádio Campina FM

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube