Quantcast

Fechar

logo

Fechar

Deputada defende ex-secretária do Estado e exalta ações na Saúde da Paraíba

Da Redação de João Pessoa (Hacéldama Borba). Publicado em 23 de abril de 2019 às 13:54.

A deputada estadual Estela Bezerra (PSB), que andava ausente das sessões legislativas, em entrevista concedida à imprensa nesta terça-feira (23), falou sobre a Operação Calvário e frisou que acha que enquanto a ex-secretária de Administração do Estado, Livânia Farias, não tiver direito ao contraditório, nada será esclarecido como devido.

A ex-secretária está presa há pouco mais de mês sob a acusação de lavagem de dinheiro, fraudes em licitações no setor de Saúde, improbidade administrativa e enriquecimento ilícito.

“Estou aguardando os fatos. A secretária tem o direito ao contraditório e não tenho dúvida que a gestão de Ricardo Coutinho foi transformadora em todo o Estado da Paraíba, principalmente na área da Saúde”, disse.

Apesar das irregularidades investigadas pela Operação Calvário na Saúde do Estado, a deputada exaltou as melhorias no setor, desenvolvidas na gestão do ex-governador Ricardo Coutinho (PSB).

Foto: Paraibaonline

Foto: Paraibaonline

“Esse governo teve a capacidade de botar hospitais para funcionar e não é à toa que temos o Trauma como um dos hospitais mais qualificados e está entre os 40 principais de urgência e emergência no nosso país. Nós temos ainda o Hospital do Bem, que trata de oncologia em Patos e esse é primeiro hospital público do Nordeste com essa especialidade”, destacou.

A deputada disse não ter dúvida que o projeto de governo socialista na Paraíba foi o que mais trabalhou e o que mais trabalha e que a solução pelas Organizações Sociais é a mais adequada para a gestão da Saúde, porque há uma legislação, a Lei de Responsabilidade Fiscal, que inibe o gestor de contratar diretamente a quantidade de pessoas necessárias para poder ampliar os serviços.

“Nos governos anteriores nós tínhamos os codificados e, até hoje, carregamos essa mazela das relações trabalhistas, que vieram de governos anteriores e o Tribunal de Contas e o Ministério Público não atuavam como deveriam. Hoje atuam, mas não cobram o passivo dos gestores. O que nós temos hoje na Paraíba é infinitamente melhor, tanto para os usuários quantos para os trabalhadores da Saúde e da Educação, e quando a secretária Livânia tiver do direito ao contraditório vamos saber do que se trata”, enfatizou.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube