Fechar

logo

Fechar

Coordenador do Procon/CG afirma que órgão está de olho em postos de combustíveis

Da Redação*. Publicado em 1 de abril de 2019 às 13:06.

O coordenador do Procon de Campina Grande, Rivaldo Rodrigues, comentou nesta segunda-feira, 1, a abertura da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Combustíveis, requerida pelo vereador Alexandre Pereira (PHS) na Câmara Municipal da cidade.

Segundo ele, um levantamento está sendo preparado com as notas fiscais dos postos de combustíveis que foram fiscalizados nos meses de setembro a dezembro de 2018, e que o Procon está alinhado com a CPI no sentido de colaborar.

Foto: Leonardo Silva/ Paraibaonline

Foto: Leonardo Silva/ Paraibaonline/Arquivo

O objetivo da comissão é investigar um possível cartel em Campina Grande, já que é constatado um alinhamento no preço dos combustíveis, além de que as reduções anunciadas pela Petrobras não chegam ao consumidor.

– É possível e já houve até um alinhamento maior. Nessa última pesquisa, da semana passada, nós não constatamos um alinhamento tão forte quanto aos últimos meses de dezembro, janeiro e fevereiro. Por conta dessa suspeita de formação de cartel, nós notificamos, naquela época, o Ministério Público, para que ele, como agente de causa, porque cartel é crime previsto em lei, possa tomar as devidas providências e investigações necessárias. O Procon está extremamente atento a isso, nesse alinhamento de preço – explanou.

*Informações da Correio FM

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube