Fechar

logo

Fechar

Pesquisadoras de universidades da PB desenvolvem biocombustível com óleo de cozinha

Da Redação*. Publicado em 13 de março de 2019 às 8:27.

Ainda que muita gente não saiba, o óleo de cozinha pode ter outras utilidades além de fritar e temperar comidas. As pesquisadoras de pós-doutorado Ana Flávia Farias, da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), e Joelda Dantas, da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), desenvolveram um projeto que reutiliza óleo de cozinha. A substância, que seria descartada, é transformada em biocombustível.

A pesquisa, desenvolvida no Laboratório de Síntese de Matérias (LabSMac), coleta óleo de frituras em pastelarias, lanchonetes e restaurantes universitários, sendo este reaproveitado evitando o descarte e poluição do meio ambiente.

Foto ilustrativa: Reprodução

– É um projeto que eu encaro como nobre, porque dá um destino final ao que seria descartado no meio ambiente e assim contaminando-o. É um projeto que nasceu muito tempo atrás com a necessidade de produzir biodiesel utilizando um catalisador que é produzido no laboratório há muito tempo – afirmou Joelda em entrevista à Rádio Campina FM.

Joelda Dantas explicou que o biodiesel é uma mistura que passa por reação química para transformar a matéria-prima, seja ela de origem vegetal ou animal, utilizando os catalisadores que funcionam como agente para acelerar o processo até obter o produto final, que, no caso, é o biocombustível. A pesquisadora acrescenta que o projeto é de baixo custo, justamente por fazer uso de matérias-primas baratas.

– É um projeto promissor devido a testes que já têm sido desenvolvidos em laboratórios e os resultados têm sido potenciais – acrescentou.

Os testes estão previstos para o segundo semestre de 2019 e as expectativas das pesquisadoras, tanto em qualidade do produto quanto ao valor comercial do biodiesel, são as melhores possíveis.

*As informações foram veiculadas na Rádio Campina FM

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube