Fechar

logo

Fechar

Paraibana é reeleita vice-presidente nacional do PDT

Da Redação com Ascom. Publicado em 18 de março de 2019 às 13:05.

A vice-governadora da Paraíba, Lígia Feliciano, foi reconduzida para a vice-presidência da Executiva Nacional do PDT, durante Convenção Nacional, na manhã desta segunda-feira (18), na sede do partido em Brasília, juntamente com o deputado André Figueiredo (CE) e o ex-governador Ciro Gomes.

Foto: Ascom

Foto: Ascom

No evento, Carlos Lupi foi reeleito presidente da Executiva Nacional.

Ainda na convenção, houve a eleição do Diretório Nacional, além da participação efetiva de novos movimentos de cooperação partidária como o PDT Diversidade, o Movimento Comunitário Trabalhista (MCT) e o Movimento Cultural Darcy Ribeiro (MCDR).

Participaram todos os membros do Conselho Político, deputados, a exemplo de Damião Feliciano, senadores, líderes dos movimentos partidários e os delegados eleitos dos Diretórios Estaduais.

Na XXV Convenção Nacional do PDT, foram iniciadas as comemorações do marco inspirador dos 100 anos do líder trabalhista João Goulart, presidente da República de 1061 a 1964, além dos 55 anos do histórico Comício da Central do Brasil.

Os convencionais do PDT discutiram a conjuntura na perspectiva de defesa de um país a serviço dos interesses populares e apontando caminhos para o futuro do Brasil. Um dos pontos foi o projeto da Reforma da Previdência.

Foto: Ascom

Foto: Ascom

Lígia Feliciano se posiciona contra os pontos que tiram direitos dos trabalhadores rurais e urbanos, dos mais pobres, contemplados com o Benefício de Prestação Continuada (BPC), e as mulheres.

Ao impor uma idade mínima, o projeto aumenta de 60 para 62 anos a idade de aposentadoria das trabalhadoras urbanas e de 55 para 60 anos das trabalhadoras rurais.

O tempo mínimo de contribuição aumentou de 15 para 20 anos de um modo geral para homens e mulheres, mas as professoras que quiserem se aposentar aos 60 terão que trabalhar no mínimo 30 anos.

“Os trabalhadores rurais, as mulheres, os mais pobres e os deficientes não podem ser penalizados pela Reforma da Previdência”, ressalta Lígia, acrescentando que o momento exige do PDT uma postura cada vez mais protagonista para cumprir o seu papel e a sua missão histórica.

Lígia Feliciano também destaca a nova frente do PDT para fortalecer ideais, dialogar e compreender os anseios sociais e fazer filiações ao partido, através  #PDTdigital.

“O partido continua a expandir os horizontes das causas que constroem um Brasil soberano, digno e moderno. O #PDTdigital vem para unir a nossa nação pela voz em defesa de um Projeto Nacional de Desenvolvimento”, sublinha a vice-governadora.

Matérias Relacionadas
Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube