Fechar

logo

Fechar

Gerente regional de ensino comenta segurança em escolas estaduais

Da Redação*. Publicado em 14 de março de 2019 às 12:53.

A professora Érika Santana, gerente regional da 3ª Regional de Ensino em Campina Grande, comentou a segurança nas escolas estaduais da cidade, após o incidente na Escola Raul Brasileiro, interior de São Paulo, em que dois jovens entraram e mataram sete pessoas e depois cometeram suicídio.

Conforme Érika, as escolas da rede estadual contam com o monitoramento de câmeras e com vigilantes, que são contratados pelas Organizações Sociais e que controlam a entrada das pessoas nas instituições de ensino.

Foto: Secom-PB/Arquivo

– Não estamos livres, infelizmente, mas tentamos nos prevenir para que isso não venha a acontecer. Temos os vigias que ficam nos portões, para controlar a entrada das pessoas. Em algumas escolas temos a segurança armada terceirizada, além de câmeras de segurança – explanou.

Incidente em escola de Campina Grande

No dia 18 de fevereiro deste ano, um adolescente de 16 anos, aluno da Escola Estadual Assis Chateaubriand, localizada no bairro de José Pinheiro, em Campina Grande, entrou com um facão na instituição de ensino e ameaçou matar a diretora do estabelecimento.

A diretora conseguiu se trancar em uma sala e não foi atingida pelo adolescente.

Porém, o menor destruiu a sala da diretoria, quebrou móveis e objetos. A cena de violência foi gravada e circulou nas redes sociais.

A Polícia Militar foi acionada e conseguiu deter o estudante, que foi conduzido à Vara da Infância e Adolescência.

O menor já responde por atos infracionais e foi liberado pela Justiça.

*Informações da Rádio Correio FM

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube