Fechar

logo

Fechar

Deputado vai buscar assinaturas para instalar CPI da Cruz Vermelha na ALPB

Da Redação*. Publicado em 13 de março de 2019 às 8:14.

O deputado estadual Tovar Correia Lima (PSDB) afirmou em entrevista nessa terça-feira, 12, que a bancada da oposição vai insistir na instalação da CPI da Cruz Vermelha na Assembleia Legislativa da Paraíba.

Segundo ele, este é o maior escândalo da história do Estado e que, após o depoimento do ex-assessor Leandro Nunes, ficou claro que o ex-governador Ricardo Coutinho (PSB) sabia de tudo e que a secretária de Administração, Livânia Farias, era quem operava o esquema criminoso.

O ex-assessor Leandro Nunes Azevedo, em depoimento ao Ministério Público, afirmou que a gestora teria comprado uma casa na cidade de Sousa, Sertão do Estado, no valor de R$ 400 mil, com dinheiro desviado da organização social Cruz Vermelha, que administra o Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa.

Leandro Nunes, a secretária Livânia Farias e o secretário Waldson de Souza são investigados na Operação Calvário, que apura o desvio de recursos públicos repassado à Cruz Vermelha e ao Instituto de Psicologia Clínica, Educacional e Profissional (IPCEP), organizações sociais que administram hospitais da Paraíba.

O ex-assessor, inclusive, chegou a ser preso, mas foi solto no último dia 1° de março, após uma decisão judicial.

Foto: Paraibaonline

Para Tovar, a instalação da CPI é importantíssima e destacou que vai trabalhar para que isso aconteça, inclusive em tentar colher as 12 assinaturas mínimas para abrir a comissão.

Ele frisou que irá conversar com o deputado Manoel Ludgério, que ainda permanece na bancada de oposição na Casa, mas que informou à imprensa que não iria assinar a CPI por não achar a instalação necessária, já que o Ministério Público tem investigado o caso com maestria.

– Precisamos de um terço das assinaturas da Casa e nós só temos 11. Após essa fala de Leandro, estamos esperando conseguir a 12ª assinatura e até a 13ª para irmos para a outra luta, já que há mais três solicitações de CPIs na Casa. Em relação a Manoel, havia dito pela imprensa que não achava, pelo trabalho do Ministério Público, a necessidade da CPI. Porém, ele se mantém firme na oposição, dito isso na imprensa e também no comportamento dentro da Casa. Terei uma conversa com Manoel e também com o deputado Caio Roberto – explanou.

*Informações da Rádio Correio FM

Matérias Relacionadas
Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube