Fechar

logo

Fechar

Deputado paraibano diz que educação no Brasil precisa de mudança radical

Da Redação*. Publicado em 19 de março de 2019 às 10:58.

Eleito na quarta-feira (13) para presidir a Comissão de Educação da Câmara dos Deputados, o deputado federal Pedro Cunha Lima (PSDB) afirmou que o Brasil precisa reagir frente ao “diagnóstico terrível” de violência escolar.

Dois casos chamaram a atenção do Brasil e da Paraíba nas últimas semanas. O mais recente foi o de Suzano (SP), aquele em que dois jovens armados saíram disparando contra alunos, funcionários e professores, deixando dez mortos e onze feridos.

O outro caso aconteceu na Paraíba. Três adolescentes e um ex-zelador foram apreendidos suspeitos de estuprarem uma criança de oito anos em uma escola particular de João Pessoa. Há suspeita de que mais vítimas estejam envolvidas.

Foto: Paraibaonline

Foto: Paraibaonline

Ao assumir o cargo diante desta situação, o deputado afirmou que “aumenta mais a responsabilidade de entender que é preciso uma mudança radical”. Para ele, a escola tem que ser um espaço de cuidado, proteção e de oportunidade de crescimento.

A solução, disse, passa por traçar um plano correto. “Um exemplo é o caso de Sobral, no Ceará. Lá, o ambiente social é difícil, de alta criminalidade e de alta pobreza, mas que consegue ter resultados em aprendizagem”, afirmou.

Isso é obtido, segundo ele, com ações de gestão e de valorização do professor. Os municípios cearenses, por exemplo, que alcançam as metas traçadas pelo Governo do Estado ganham mais no repasse do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).

– Neste país, os alunos não querem ser professores porque não existe uma valorização. Então tem que ter uma carreira melhor para o professor, tem que ter um plano de gestão, tem que ter do governo federal um incentivo para a educação básica – afirmou.

O deputado falou também sobre o desafio que o país tem de avançar na qualidade do ensino ofertado. Acesso à escola as pessoas já têm, mas, na opinião dele, “existe uma dificuldade de aprendizagem. O aluno entra e não consegue sair de lá com conhecimento básico”.

Como presidente da Comissão de Educação, o deputado informou que vai se reunir nesta terça-feira (18) com o ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez para cobrar essas questões: “Quero tratar disto: qual é nosso plano estratégico?”

*Com informações da Rádio Arapuan

Matérias Relacionadas
Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube