Fechar

logo

Fechar

Prefeito se propõe a apaziguar ânimos na bancada de situação da CMCG

Da Redação. Publicado em 7 de fevereiro de 2019 às 21:00.

Foto: Codecom/CG

Um crise financeira e política se abateu sobre a Câmara Municipal de Campina Grande, e uma rusga dentro da bancada de situação na Casa, que não tem chegado a um consenso em relação aos cargos da Mesa Diretora e nem aos cortes para o enxugamento de despesas, anunciado pela presidente Ivonete Ludgério (PSD).

Ivonete tem alegado a diminuição de repasses para a Casa, e, em contrapartida, tem sido acusada pelos colegas de bancada de fazer uma gestão “ditatorial” e sem transparência.

Diante da crise dentro da bancada de situação, o prefeito Romero Rodrigues (PSDB), em entrevista nesta quinta-feira, 7, afirmou que está à disposição para colaborar no que for possível, para buscar o entendimento, e que uma reunião interna deve ser feita.

– Para não ampliar esse nível de confusão, que as vezes se estabelece, se essa conversa for interna ajuda mais na solução. Sou de conciliação. Portanto, independentemente de qualquer questão, sem mensurar se tem dinheiro a mais ou se tem dinheiro a menos, estou à disposição para colaborar no que for possível. Acho que caberia, já há algum tempo, uma reunião interna, onde as pessoas pudessem, de forma madura e serena, buscar um entendimento e uma conciliação, que é melhor para a cidade, para o Parlamento e para o Executivo. Portanto, se precisarem de mim, estarei à disposição para ajudar nesse diálogo. E também, claro, não procurar agir de forma sorrateira e criar algum tipo de instabilidade onde não há necessidade – pontuou.

Romero destacou que, como prefeito da cidade, nunca estabeleceu essa ‘burocracia’ de marcar uma audiência para conversar com quem quer que seja, frisando que o gabinete está aberto, inclusive para os vereadores de oposição.

Na oportunidade, Romero ainda comentou sobre as críticas que tem recebido por parte de alguns setores da imprensa, por não ter participado da abertura dos trabalhos legislativos da Câmara, ocorrida na última terça-feira, 4.

O fato é que o prefeito avisou sobre a ausência na solenidade por estar acometido de uma virose, mas, no mesmo dia, compareceu a uma inspeção no Instituto de Saúde Elpídio de Almeida (ISEA), o que gerou burburinho nos bastidores da política.

– Entre um problema pessoal e uma necessidade da prefeitura, principalmente na área de Saúde, ou em qualquer outro setor, eu vou atender a necessidade da população. Portanto, se for algum crime você sair doente da sua casa para atender a população, eu vou continuar cometendo esse crime. Se é que é um crime você sair da sua casa à noite, acompanhado do Ministério Público e da secretária Luzia Pinto, para fazer uma visita de urgência. Fiz um contato tranquilo e sereno com a presidente Ivonete Ludgério e comuniquei a ela, recebendo o apoio da parte dela – explanou.

As declarações repercutiram na Rádio Correio FM.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube