Fechar

logo

Fechar

APLP cobra do Estado a presença de vigilantes especializados nas escolas

Da Redação*. Publicado em 20 de fevereiro de 2019 às 9:29.

Um adolescente de 16 anos foi apreendido pela polícia, na tarde dessa segunda-feira, 18, na escola estadual de ensino fundamental e médio do bairro do José Pinheiro, em Campina Grande.

A direção do colégio informou que o menor teria ido para a escola supostamente drogado e estava fazendo baderna e atrapalhando as aulas.

Ele foi levado para a diretoria e depois mandado para casa. O menor voltou à escola armado com um facão e começou a depredar a sala da direção. Ele teria ameaçado a diretora, que, para se proteger, se escondeu em uma sala de aula.

Foto: Ascom

Foto: Ascom

Segundo o vice-presidente da Associação dos Professores em Licenciatura Plena (APLP), Odenilson Medeiros, a situação de violência e drogas é corriqueira em vários colégios estaduais do município. Segundo ele, o Estado deve chamar para si a responsabilidade de garantir segurança nas unidades e colocar vigilância especializada para cobrir a portaria dessas escolas.

– A violência nas escolas públicas estudais tem nos preocupado e, no caso no estadual do José Pinheiro, o Estado precisa se aparelhar melhor para que casos como esses não voltem a ocorrer. Temos escolas abertas, sem nenhuma proteção de muros, o que facilita a entrada de drogas, e o governo não oferece um esquema de vigilância adequado, e com isso ocorre essa situação – disse.

Odenilson ressaltou que as Organizações Sociais que gerenciam as escolas estaduais contratam prestadores de serviços para serem porteiros, os quais não trazem segurança para o ambiente escolar, pois não são profissionais habilitados para esse tipo de serviço.

Ele disse ainda que é obrigação do governo do Estado garantir a presença do vigilante e do supervisor escolar nas unidades, para garantir mais segurança ao ambiente.

*As informações são da Rádio Campina FM

Matérias Relacionadas
Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube