Fechar

logo

Fechar

Procon diz que não tem autonomia para reduzir preço de combustível em Campina

Da Redação. Publicado em 8 de dezembro de 2018 às 8:10.

Foto: Paraibaonline

Foto: Paraibaonline

O gerente do Procon Municipal de Campina Grande, Rivaldo Rodrigues, falou sobre o preço dos combustíveis na cidade e das reclamações feitas por consumidores referente a uma possível formação de cartel por proprietários de postos.

– O Procon não pode, até por lei, mexer em preço. A respeito de eventual formação de cartel, no dia 28 de agosto notificamos o Ministério Público do Consumidor da suspeita de formação de cartel e passamos todas as informações ao MP. Por sua vez, por também não ter competência, o Ministério Público do Consumidor encaminhou para o MP criminal- esclareceu.

Rivaldo destacou que 55 postos de combustíveis do município foram notificados para apresentarem notas fiscais do mês de setembro até novembro deste ano. Além disso, ressaltou que o valor praticado na cidade é dos mais elevados no estado da Paraíba.

– Estamos trabalhando desde o começo do ano com relação ao nível de preço do combustível em Campina Grande. De fato, é um dos mais altos da Paraíba. Fizemos contato com vários Procons do estado da Paraíba, no sentido de que eles mandem os preços pesquisados para que possamos fazer comparativo com o nosso- disse.

As informações foram veiculadas na Rádio Campina FM.

Matérias Relacionadas
Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube