Fechar

logo

Fechar

Hospital quer ajudar na superlotação do Isea com criação de sua própria maternidade

Da Redação*. Publicado em 6 de dezembro de 2018 às 11:35.

O superintendente do Hospital Universitário Alcides Carneiro (HUAC), Homero Rodrigues, confirmou que tem interesse de implantar leitos para a residência médica em obstetrícia do curso de Medicina da Universidade Federal de Campina Grande, porém não há espaço suficiente na unidade.

Ele disse ainda que os residentes, que fazem os trabalhos no Instituto Elpídio de Almeida (Isea) reclamam muito das condições de atendimento na maternidade em face da superlotação.

Foto: Paraibaonline

Foto: Paraibaonline

– Isso tem dificultado muito o desenvolvimento de práticas corretas e acolhimento da mulher gestante, devido à superlotação e ao envio das grávidas para Campina Grande, por parte dos municípios que não cumprem seu papel – disse.

Homero ainda disse que é de fato interesse do HU abrir leitos de obstetrícia e de criar a sua própria maternidade escola, porém precisa de espaço físico.

– Contratamos um número importante de profissionais, mas um espaço físico restrito. Estamos tentando com o Tribunal de Justiça a cessão da antiga faculdade de Comunicação da UEPB, mas estamos encontrando dificuldades. Vamos conversar com o novo presidente do tribunal para tentar sanar essa situação – disse.

*As informações são da Rádio Campina FM

Matérias Relacionadas
Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube