Fechar

logo

Fechar

Enivaldo comenta mau desempenho da oposição na eleição estadual: “Fizeram besteira”

Da Redação. Publicado em 27 de dezembro de 2018 às 13:13.

O vice-prefeito de Campina Grande, Enivaldo Ribeiro (Progressistas), fez um balanço das eleições deste ano e dos resultados para o partido, que na Paraíba elegeu a primeira mulher senadora do Estado, na pessoa da deputada Daniella Ribeiro.

Enivaldo classificou o resultado da legenda como positivo, mas em relação ao desempenho da oposição na candidatura ao governo, com o postulante Lucélio Cartaxo (PV), o gestor afirmou que o grupo errou em se dividir.

– Errou em se esfacelar, em se dividir. Começou com Maranhão candidato, e depois lá vai aquela confusão, Lucélio é candidato, primeiro era Luciano. Depois o prefeito daqui, Romero Rodrigues. E aí ficou nessa salada toda e prejudicou, porque isso confunde o povo. Isso pra mim foi fatal para perdermos as eleições. O governador [Ricardo Coutinho] teve sorte nisso aí com João Azevedo, porque o nome dele [João] não prosperava, mas aí a oposição começou a fazer besteira e o resultado foi esse – pontuou.

O gestor frisou ainda as conversas que teve com João Azevedo (PSB) na época da campanha e a quase aliança com o grupo socialista, mas ressaltou que sempre teve muitas críticas em relação ao governo Ricardo Coutinho (PSB), bem como Daniella Ribeiro, e por isso aliança não vingou.

Foto: Paraibaonline

– Primeiro eu criticava e critico o atual governador com relação a Campina Grande. Ele pode ter sido um bom governador no Estado, mas para minha terra, que é Campina, ele nunca foi. Ele poderia ter sido muito melhor. Eu sempre critiquei e a mesma coisa é Daniella, e por isso ficou difícil fazer a composição com ele. Quem tinha mais inclinação era Aguinaldo, que não fala mal de ninguém. Por exemplo, você teve Veneziano que falava do governador e o governador falava de Veneziano, e ficaram os dois se beijando aí, no sentido figurado que eu digo. Isso a gente não faz. Fica difícil intimamente e moralmente. Não temos essa condição de fazer uma composição com tanta facilidade, de sair de um canto para outro – explicou.

Enivaldo ainda comentou que a primeira pesquisa qualitativa feita pelo grupo, encomendada pelo deputado Aguinaldo Ribeiro, já apontava que João Azevedo iria ganhar.

Já em relação a eleição de Daniella, Enivaldo frisou que a pesquisa mostrou a possibilidade dela ser senadora pelo segundo voto, mas que para isso a deputada teria que trabalhar muito.

– O problema de Daniella era ser conhecida no Estado, porque em Campina ela tinha facilidade. Ela fez uma campanha de louca, saia de madrugada. Se teve fogo amigo, deve ter tido. Mas, não por parte de Daniella e nem de Cássio. Teve muita dobradinha de todos eles [candidatos a senadores] com Daniella, porque Daniela não tinha problema com ninguém, então foi fácil votar nela – explanou ele, em entrevista à Rádio Correio FM.

Matérias Relacionadas
Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube