Fechar

logo

Fechar

Presidente da Aesa diz que água da transposição vai demorar a chegar em Boqueirão

Da Redação. Publicado em 30 de novembro de 2018 às 13:17.

Foto: Paraibaonline

Foto: Paraibaonline

O presidente da Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba (Aesa), João Fernandes, afirmou que o bombeamento do Eixo Leste da transposição para o açude de Poções, Cariri do Estado, foi reestabelecido e que o órgão irá fazer a medição sobre a quantidade da vazão.

Em entrevista nesta sexta-feira, 30, João afirmou que a volta do bombeamento foi importante, bem como as chuvas que ocorreram em Monteiro, que caem diretamente na calha do Rio Paraíba.

João também destacou que as águas da transposição irão chegar ao açude de Camalaú, mas que este demorará um pouco a sangrar, porque está com um volume muito baixo.

– O açude de Camalaú está muito baixo. Ele está com 7,7% da capacidade. Tem que colocar uns três milhões de metros cúbicos em Camalaú para ele sangrar, e vai demorar um pouco. Se continuarem fornecendo os dois metros, vai soltar um metro rio a baixo para chegar em Boqueirão. Não é muita coisa, pereniza o rio, mas entra pouca coisa em Boqueirão. Vamos observar o comportamento da água primeiro, pois não sabemos o quanto baixou o leito do rio de Camalaú – pontuou.

As declarações repercutiram na Rádio Correio FM.

Matérias Relacionadas
Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube