Fechar

logo

Fechar

Bispo recorda que o seu primeiro emprego foi na Rádio Caturité

Da Redação. Publicado em 3 de novembro de 2018 às 20:03.

Foto: Paraibaonline

Foto: Paraibaonline

O bispo Dom Genival Saraiva de França participou por telefone, neste sábado (03), do evento que celebrou a migração da Rádio Caturité de AM para FM.

Além de seguir carreira religiosa, Dom Genival teve sua carteira assinada, pela primeira vez, como comunicador, ao trabalhar na emissora, na década de 1960.

– Muitos me acompanharam quando apresentei o programa na rádio chamado “A Bíblia em Família”, às 18 horas, durante a gestão do professor Stênio Lopes (ex-superintendente), em 1965. Na verdade, fui funcionário pela primeira vez quando minha carteira profissional foi assinada pelo professor. Por muito tempo apresentei o programa que era um trabalho pastoral de Dom Manoel Pereira (ex-bispo diocesano de Campina Grande). Porém, posteriormente, houve uma mudança na programação e o programa passou a se chamar “Nos Caminhos do Povo”, com uma temática voltada para a realidade local – discorreu para os ouvintes.

Nomeado recentemente pelo papa como Administrador Apostólico da Diocese de Palmeira dos Índios (AL), Dom Genival, que é colunista do PARAIBAONLINE, destacou nomes que trabalharam na rádio ao longo dos anos, como o técnico de som (Juarez) “Araújo”  e Hugo Alves (diretor técnico), que permanecem nos quadros da emissora.

– Além disso, ainda me recordo do programa ´Consultório Sentimental´, que durante meses eu respondi a ´donzelas apaixonadas´. E fui chamado, na época, de ´Professor França´ – recordou.

O bispo avaliou com alegria a migração da rádio. Segundo ele, esta é uma resposta da emissora à exigência de melhor qualidade no processo de comunicação.

Com informações da Rádio Caturité.

 

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube