Fechar

Fechar

Tovar: “Os atropelos foram se sucedendo durante a campanha”

Da Redação. Publicado em 10 de outubro de 2018 às 22:13.

O deputado estadual reeleito Tovar Correia Lima (PSDB) comentou sobre a derrota da oposição, na candidatura da chapa do PV/PSDB ao governo do Estado, durante entrevista nesta quarta-feira, 10.

Tovar elencou alguns fatores que levaram à derrota da chapa na eleição do último dia 7, destacando que um deles foi a perda do deputado federal Rômulo Gouveia (PSD), que faleceu no início deste ano.

– Os atropelos foram se sucedendo durante a campanha. A perda de Rômulo foi muito grande para o nosso grupo. Ele era um articulador entre os prefeitos, entre os deputados, e fez muita falta no nosso grupo. Na perda de Rômulo, perdemos uma vaga na Câmara Federal. Esse foi o primeiro percalço que tivemos que enfrentar. Depois quebramos a oposição, com Maranhão seguindo com uma candidatura – explanou.

O parlamentar também destacou o fato de a oposição ter dado uma frente de cerca de 60 mil votos em Campina Grande, juntando os votos de Lucélio Cartaxo e José Maranhão, contra o candidato eleito, João Azevedo (PSB), mas que em João Pessoa o feito não foi o mesmo.

– Achava que lá em João Pessoa, que pela penetração da Prefeitura, com as lideranças de bairros, que o resultado seria melhor. As pessoas não identificaram Lucélio, em João Pessoa, como o melhor candidato para representar a oposição, é tanto que perdemos com mais de 70 mil votos. É a diferença, por exemplo, que Cássio disputou por três vezes e perdeu em João Pessoa – comentou.

Tovar ainda reforçou que esse resultado em Campina foi diferente, porque a população campinense se identifica com o prefeito Romero Rodrigues (PSDB) e com a primeira dama Micheline Rodrigues (PSDB).

– Aqui em Campina usamos muito a confiança que o povo tem em Romero e em Micheline. Isso nos ajudou muito. A campanha aqui foi feita por Micheline, ela quem estava todos os dias em todos os eventos, tinha confiabilidade, passava segurança. Mas, no candidato ao governo [Lucélio]… As pessoas de Campina estão ressabiadas com outros governadores que são de fora, mas esquecem nossa cidade. A nossa cidade foi muito bem tratada nos anos 90 e nos anos 2000, mas quando Ricardo Coutinho entrou abandonou Campina – externou.

Por fim, Tovar comentou a perda de parlamentares de Campina na Assembleia Legislativa, que passou de seis para quatro, bem como negou um atrito com o irmão do prefeito Romero, que foi eleito deputado federal, Moacir Rodrigues.

As declarações repercutiram na Rádio Correio FM.

Matérias Relacionadas
Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube