Quantcast

Fechar

logo

Fechar

Procon de Campina disponibiliza pesquisa de preços para o Dia das Crianças

Da Redação com Codecom/CG. Publicado em 9 de outubro de 2018 às 10:12.

No próximo dia 12 se comemora o Dia das Crianças e, neste mês que é dedicado aos pequenos, as lojas de artigos infantis se preparam para receber uma demanda maior de consumidores à procura de brinquedos. Com o objetivo de auxiliar os pais na tarefa de escolher a melhor opção de presente, o Procon de Campina Grande realizou nos dias 4 e 5 uma pesquisa de preços em seis lojas de brinquedos da cidade.

Foto: Reprodução/ Internet

Foto ilustrativa: Reprodução/ Internet

O levantamento coletou e comparou os preços dos 25 brinquedos mais procurados pela garotada. Na oportunidade o órgão não levou em consideração uma mesma marca de produto, mas o melhor preço e os itens que saem com mais frequência. Mesmo assim, na pesquisa podemos observar pela referência que um mesmo produto, como o boneco do Batman, pode ter uma diferença de preços de R$ 25 entre uma loja e outra. O Jogo Banco Imobiliário Jr. também apresentou uma variação de R$ 10 entre dois estabelecimentos.

Rivaldo Rodrigues, coordenador executivo do Procon de Campina Grande, chama a atenção para que os pais, além de fazerem uma pesquisa minuciosa antes de se decidir pela compra, fiquem atentos a alguns cuidados para não correr o risco de adquirir um produto danificado ou que traga danos à saúde da criança.

“É necessário que os pais analisem cuidadosamente as informações constantes nas embalagens dos produtos. Os brinquedos devem apresentar dados sobre a idade adequada para utilização, modo de usar, eventuais riscos à saúde ou à segurança da criança, além de outras informações, como a composição e o selo de inspeção do Inmetro, o que significa que aquele brinquedo passou por testes de segurança. Observem também se os brinquedos possuem partes pequenas que possam se soltar com facilidade, pois podem ser engolidas por crianças abaixo da faixa etária indicada, causando danos à saúde. E, sobretudo, se comprarem produtos importados, estes devem apresentar manual de instruções em Língua Portuguesa e devem obedecer às mesmas orientações dos produtos nacionais exigidas pelo Código de Defesa do Consumidor. As informações sobre o fornecedor ou importador devem estar disponíveis na embalagem do produto, assim como deve haver um meio de contato com a empresa”, detalha Rivaldo Rodrigues.

Caso os pais, ao comprarem o produto, observarem algum destes problemas, devem acionar imediatamente o Procon de Campina Grande por meio dos telefones 151 ou 83 98802-5525, do aplicativo para celular Procon CG Móvel e do e-mail [email protected]

A pesquisa de preços encontra-se disponível no site www.procon.campinagrande.pb.gov.br.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube