Fechar

Fechar

Sindicato alerta sobre atuação de empresas de segurança clandestinas na PB

Da Redação. Publicado em 14 de setembro de 2018 às 15:09.

Foto: Reprodução/Internet

Foto: Reprodução/Internet

A presidente do Sindicato das Empresas de Segurança Privada da Paraíba (Sindesp-PB), Andreia Gomes, comentou sobre a operação ‘Ouro Fino’, que prendeu suspeitos [foto] de uma empresa de segurança clandestina envolvida em dois assaltos a joalherias no Sertão do Estado.

A operação ‘Ouro Fino’ foi deflagrada nessa quinta-feira (13) pela Polícia Civil na cidade de Catolé do Rocha.

Conforme Andreia, o grupo clandestino atuava sem a autorização da Polícia Federal, que é obrigatório em empresas de segurança.

– Essa empresa não faz parte das que estão regulamentadas na Paraíba. Essas empresas clandestinas atuam de forma ilegal. Para que uma empresa seja legalizada, se faz necessário ingressar na Polícia Federal com um pedido de autorização para funcionamento, que exige os requisitos de acordo com a lei 7.102/83 – comentou.

Andreia também destacou que as regras não só são para a empresa em si, mas também na contratação dos funcionários (vigilantes e seguranças), que devem ter o curso de habilitação para a atividade, não ter antecedentes criminais e terem feito exames psicológicos.

Segundo ela, cerca de 35 empresas são legalizadas na Paraíba, alertando que quem pretende contratar esse tipo de serviço deve procurar o Sindicato ou conferir a lista de empresas autorizadas.

As declarações repercutiram na Rádio Correio FM.

Matérias Relacionadas
Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube