Quantcast

Fechar

logo

Fechar

Presidente do PSC na Paraíba destaca que partido não aposta na questão do voto útil

Da Redação de João Pessoa (Hacéldama Borba). Publicado em 20 de setembro de 2018 às 18:30.

Foto: Paraibaonline

Foto: Paraibaonline

A ideia do voto útil é não desperdiçar o voto em torno de quem não tem chance ou não ajudar a eleger alguém que o eleitor rejeita. É o que vem pregando alguns candidatos à presidência da República, visando alguma possibilidade de chegar ao segundo turno das eleições, e que tem gerado ao mesmo tempo polêmica entre partidários.

Conforme o presidente do PSC na Paraíba, Marcondes Gadelha, que está cuidando dos preparativos para a visita do candidato a vice-presidente da República, Paulo Rabelo de Castro, neste final de semana em João Pessoa e Campina Grande, já que o presidenciável Álvaro Dias não vai poder, disse que o partido não está apostando no voto útil.

Ele destacou que na Paraíba será mantido o posicionamento de Álvaro Dias e o apoio até o final, porque isso significa o apoio ao conjunto de idéias e de propostas. Em recente entrevista, o presidenciável disse que o voto útil é “assinar atestado de burrice e que deseduca o cidadão.

Ele se disse ainda favorável ao voto facultativo e acredita que o eleitor vá escolher o melhor, e não o menos pior para evitar o péssimo.

“ Nós não podemos nos deslocar. No segundo turno, se por ventura, o Álvaro não for para os segundo turno, então nós vamos fazer a nossa opção”, destacou.

Gadelha informou ainda sobre a agenda de Paulo Rabelo e disse que ele vão se reunir com a classe produtora do Estado para trocar idéias sobre inovações na área de tecnologia, cultivo e agropecuário.

“Vamos discutir nova proposta para o desenvolvimento da Paraíba”, enfatizou.

Share this page to Telegram
Matérias Relacionadas

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube