Fechar

Fechar

Manoel Junior rompe com Cartaxo e anuncia apoio a outro candidato

Da Redação de João Pessoa. Publicado em 5 de setembro de 2018 às 12:53.

O vice-prefeito de João Pessoa, Manoel Junior, anunciou durante coletiva com a imprensa realizada nesta quarta-feira (5), o seu apoio ao candidato ao governo do Estado José Maranhão (MDB).

Ele externou ainda o seu descontentamento com os dirigentes do próprio partido, o PSC, partido pelo qual, ainda assim, irá disputar uma cadeira na Câmara Federal.

Neste momento de decisão política, o candidato também rompe com o prefeito Luciano Cartaxo (PV) e o culpa por não cumprir com os compromissos firmados com ele.

Foto: Paraibaonline

Foto: Paraibaonline

“Fui preterido várias vezes. Eu abri mão praticamente de tudo para nos manter unidos. Infelizmente, nesse processo, depois de todas as rasteiras que levamos e que fomos resignadamente tranquilos para continuar de cabeça erguida, reafirmo o meu propósito de voltar à Câmara, mas o meu compromisso maior é com a Paraíba”, disse.

 Disse ainda que tomou uma decisão em favor de quem o conhece desde quando ele era adolescente e que mesmo distanciados nunca deixou de respeitar Zé Maranhão.

“O respeito sempre foi mútuo e, diferentemente de outros, ele cumpre a palavra e os compromissos.  Não quero ofender aqui aqueles que servi e continuo servindo e não deixarei de servir como vice-prefeito da cidade de João Pessoa”, destacou.

Com relação ao PSC, Manoel Junior se disse decepcionado a começar pela repartição do fundo partidário para a campanha eleitoral. Segundo ele, a quantia recebida foi três vezes menor do que o que foi dado para o candidato Leonardo Gadelha.

“Eu reclamei da quantia recebida. Eu tinha que reclamar, claro. Mas não será isso que vai baixar meu nível  de relação com o partido e muito menos vai me desestimular da disputa. Muito pelo contrário, nossa campanha está de vento em popa e eu tenho recebido adesões e vontade de votos de várias lideranças do Estado”, ressaltou.

Foto: Paraibaonline

Foto: Paraibaonline

Indagado se estaria arrependido de ter saído do MDB, Manoel Junior disse que não e que quando se decidiu sair foi por conta de um momento político.

“Talvez a nossa mudança de partido tenha aberto novas perspectivas e eu se tivesse no MDB, talvez não tivesse tido a oportunidade de ser pré-candidato ao Senado Federal. Fui preterido pelo bloco de Lucélio Cartaxo, mas a mão de Deus fala mais alto e eu confio nos amigos que tenho na Paraíba para recompor a minha trajetória e voltar à Câmara Federal”, pontuou.

Matérias Relacionadas
Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube