Fechar

Fechar

Colunista destaca troca de farpas entre candidatos ao governo da Paraíba

Da Redação*. Publicado em 29 de setembro de 2018 às 13:54.

Foto: montagem/Paraibaonline

No debate promovido ontem pela TV Correio com os candidatos ao governo da Paraíba, João Azevedo indagou Maranhão sobre quem seria o seu candidato a presidente.

Zé respondeu que “essa questão, no meu palanque, é uma questão aberta”.

“O candidato Maranhão tenta esconder o candidato dele, que é o (Henrique) Meireles, que é o candidato de Temer. Na política você tem que ter lado”, replicou o socialista.

Na tréplica, Maranhão assinalou que “na verdade, você (sua coligação) não tem coerência ideológica ou programática. É uma verdadeira ´arca de Noé´.”

Noutro momento do debate, Lucélio Cartaxo (PV) perguntou a Maranhão o que ele achava da ação proposta pelo Ministério Público Federal, segundo a qual JM recebia de forma ilegal uma aposentadoria como ex-governador.

Seriam R$ 57 mil dos cofres públicos mensalmente.

O candidato do MDB respondeu que “nós apresentamos a nossa contestação e provamos que não existe nenhuma ilegalidade na remuneração que está assegurada em lei”.

Na réplica, Lucélio disse que a ação do MPF cobra de Zé a devolução de aproximadamente R$ 1 milhão pela acumulação indevida de remunerações.

“O senhor assumiu de público, na campanha de 2014, o compromisso de abdicar dessa aposentadoria, se eleito”, recordou Cartaxo.

“Eu não quero me referir aos processos rumorosos contra a gestão municipal (JP), que também não foram concluídos”, observou JM na tréplica.

Mais à frente no debate, Maranhão registrou que havia sido informado por sua assessoria, durante o intervalo, que o processo invocado por Lucélio “já foi arquivado, por falta de fundamentação”.

Novamente provocado por Tárcio Teixeira (PSOL) sobre a sua ligação com Michel Temer, Maranhão devolveu que “é preciso acabar com essa história de querer se abrigar na impopularidade de Temer. A esquerda votou nele e em Dilma duas vezes”.

Lucélio Cartaxo cutucou João durante o debate ao assinalar que “ele passou a vida inteira obedecendo ordens”.

*fonte: coluna Aparte, com o jornalista Arimatéa Souza. Para ler a coluna inteira, acesse AQUI.

Matérias Relacionadas
Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube