Fechar

logo

Fechar

Ricardo Coutinho: “Eles não formam um time; formam um bando”

Da Redação. Publicado em 6 de agosto de 2018 às 21:20.

Foto: Paraibaonline/Montagem

Trechos do discurso de Ricardo Coutinho na convenção socialista na Paraíba: “Escolher João, sinceramente, foi para nós todos uma tarefa muito fácil.

“João conhece profundamente tudo aquilo que eu pude representar nesses quase 8 anos. João não precisa aprender nada, como alguns que estão aí ainda buscando aprender o ´bê-á-bá´ da política e da administração pública.

“João não vai parar o Estado, puxando o freio de mão da truculência e da ignorância. João vai aprofundar as mudanças que construímos ao longo desses quatro anos.

“João, governe esse Estado com a garra e o compromisso que cada um de nós tem aqui. E antes de governar, ganhe as eleições. Mas não ganhe de pouco não. Ganhe de lapada! Ganhe de goleada! Faça com que o atraso desapareça do nosso Estado.

“Ligia (Feliciano), até nos momentos de distanciamento – meu com ela ou dela comigo – mais recentes, não temos dificuldade de falar sobre isso. Nós não somos como o outro lado, que esconde os ódios que eles têm uns contra os outros.

“Eles não formam um time; formam um bando querendo tomar a política para poder fazer conluio com as suas respectivas famílias. É isso que eles representam.

“Nós nunca tivemos uma única crítica (da vice) ao projeto administrativo e político que a Paraíba aprendeu a respeitar. Podem pesquisas em qualquer blog ou jornal, em qualquer de declaração. Todas as declarações mútuas sempre respeitavam o projeto. Lígia continua nessa nobre função de ser a atual e futura vice-governadora desse Estado.

“Nós sabemos que a nossa representação no Senado não tem sido coisa fácil. É por isso que nós nos preparamos para nessa eleição nós darmos o troco do povo contra aqueles que estiveram contra o povo.

“Esse palanque é múltiplo sim, tem as suas diferenças. Mas tem uma grande convergência, que é a defesa de dias melhores para povo da Paraíba.

“Só se faz política com coragem. Não se faz politica com covardia ou com medo. Não se faz política colocando os interesses individuais, particulares, acima dos interesses coletivos.

“Eu não podia oferecer, como governador, qualquer chapa. Eu não podia dar a opção ao povo da Paraíba de qualquer candidatura. Eu não teria coragem, porque eu tenho vergonha na cara de pegar o irmão e botar do outro lado. Definir a esposa do outro prefeito para ser a vice do meu irmão. E pegar o primo do outro prefeito para poder ser senador. E pegar a filha do outro vice-prefeito para poder ser senador.

“Esse negócio não pode dar certo! A Paraíba não pertence a quatro famílias! A Paraíba pertence ao povo! Não se pode fazer política dessa forma.

“Nós não nos ajoelhamos para aqueles que não conseguem honrar o povo. Ando de cabeça erguida por essa Paraíba.

“Tem senador aqui dentro desse Estado que não merece o voto de nenhum paraibano. Tem senador nesse Estado que não esteve à altura, não teve dignidade, não teve estatura de nos representar. Teve senador que conspirou contra a democracia.

“Vamos ter a oportunidade de aposentar alguns políticos que não fazem bem ao povo e envergonham a Paraíba”.

*fonte: coluna Aparte, com o jornalista Arimatéa Souza. Para ler a coluna inteira, acesse AQUI.

Veja imagens do discurso do governador Ricardo Coutinho:

Matérias Relacionadas
Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube