Fechar

Fechar

Coordenador detalha programação do Festival de Inverno de Campina Grande 

Da Redação. Publicado em 16 de agosto de 2018 às 17:34.

A quadragésima terceira edição do Festival de Inverno de Campina Grande tem início nesta quinta-feira (16). O evento é o segundo maior festival do Brasil.

Foto: Paraibaonline

Foto: Paraibaonline

O coordenador Flávio Guilherme esteve na Rádio Campina FM para falar sobre a programação que iniciará logo menos.

Às 18h acontecerá uma mostra de cinema no Teatro Severino Cabral, onde será exibido o filme “A Luneta do Tempo”, às 19h30 o Coro em Canto da UFCG iniciará a programação oficial de shows na Praça da Bandeira, antecedendo o show do cantor Zeca Baleiro.

Na sexta-feira, 17,  acontecerá o “Projeto Prima” e o “Coro em Canto” na Feira Central e às 18h exibição do filme ”Jackson do Pandeiro” no Teatro Severino Cabral. Às 20h, na Praça da Bandeira, haverá uma roda de choro em tributo ao falecido artista Duduta. Para encerrar a noite, a Banda Garagem Vinil se apresentará.

No sábado, 18, a partir das 10h da manhã, haverá a Mostra de Dança Popular com grupos folclóricos regionais na Praça da Bandeira e a partir das 20h da noite haverá apresentações do ballet da UEPB.

No domingo, 19, a programação se inicia pela noite com o show da banda ”Somos Um” e logo após a banda ”Cabruêra” com show comemorativo de aniversário da Banda.

Na segunda-feira, 2o, haverá exibição do filme ”A Compadecida” no Memorial Severino Cabral, às 16h00 haverá o Projeto Prima no IFPB e pela noite haverá a apresentação teatral ”Elizete Adivinha”, sobre a vida e obra de Elizete Cardoso, uma das grandes cantoras da MPB nos anos 50.

Na terça-feira, 21, no Calçadão da Cardoso Vieira, haverá o ”Sarau Cecília Meireles” pelo Cordel Em Canto com a intérprete Lara Sales cantando.

Às 18h no Memorial Severino Cabral haverá exibição do filme ”Uma noite em 67”. Às 20h acontecerá um espetáculo da Companhia Brasileira de Danças Clássicas de São Paulo e às 20h30 haverá um espetáculo da Companhia Luna de Cajazeiras, voltado a fala sobre as raízes africanas e lendas do candomblé.

Na quarta-feira, 22, haverá apresentação do resultado do trabalho do “Projeto Tamanquinho das Artes”, que consiste em acolher e incentivar crianças em situação de risco social a produzirem artes de vários tipos.

Às 18h haverá a exibição do filme ”Filho do Holocausto” no Memorial Severino Cabral e a partir das 20h haverá dança de salão e o Fox Companhia de Dança trazendo uma apresentação na Praça da Bandeira.

O último dia é a quinta-feira (23) e a programação começará pela manhã às 09h na escola Tiradentes, pra onde será levado o Sarau Cecília Meireles, às 11h a Companhia Fox se apresenta no Calçadão da Cardoso Vieira e às 18h00 haverá ”A música segundo Tom Jobim” no Memorial Severino Cabral.

Às 19h, no Santuário Sagrado Coração de Jesus, haverá apresentação da Orquestra Sinfônica da Paraíba. Às 17h00 a programação na Praça começa com show de Helinho Medeiros, seguido por um Show Coletivo ”60 anos de Bossa Nova”, encerrando às 21h com show de Zélia Duncan, premiada como Melhor Cantora do Brasil.

Flávio Guilherme disse que em 2018 houve um recorde de recebimento de material, com mais de 75 espetáculos de teatro, mais de 35 espetáculos de dança e mais de 90 espetáculos de música. Ele explicou que a seleção foi feita de acordo com a qualidade e variedade artística.

O coordenador declarou que a dificuldade de estender o tempo do Festival se inicia com a falta de investimento em geral do poder público com relação a arte no país.

A Prefeitura Municipal de Campina Grande é a única patrocinadora da festa e existem alguns apoios adicionais. Ele explicou que as empresas contactadas em relação a Lei Rouanet prometeram apoios para 2019, garantindo que em extensão e tempo o Festival de número 44 poderá ser bem maior.

Matérias Relacionadas
Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube