Fechar

Fechar

Projeto visa criar programa de exame de trombofilia na rede de saúde de João Pessoa

Ascom. Publicado em 29 de julho de 2018 às 12:41.

Foto: Ascom

Foto: Ascom

Um Projeto de Lei que tramita na Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP) institui o Programa de Exame de Trombofilia no Município, para garantir uma gestação mais segura às mulheres que têm a doença. A proposta é da vereadora Raíssa Lacerda (PSD) e dispõe que toda mulher usuária da rede de saúde pública do município de João Pessoa terá direito à investigação, ao exame que detecta a trombofilia e ao tratamento.

A trombofilia se caracteriza por promover alterações na coagulação sanguínea que resultam em um maior risco para trombose, e pode ser adquirida ou hereditária. A doença atinge os dois sexos, mas em mulheres gestantes a trombofilia pode gerar mais complicações, como abortamentos, partos prematuros, eclâmpsia, trombose nos membros inferiores ou embolia pulmonar.

A vereadora Raíssa Lacerda observa que a maioria das mulheres só descobre a tendência à trombofilia quando já perdeu um ou mais filhos na gravidez. Conforme o texto do projeto, a investigação deverá começar na primeira consulta com o obstetra ou ginecologista.

A ideia é possibilitar ao profissional de saúde conhecer o histórico familiar da paciente, investigando se há parentes de primeiro grau com trombose ou gravidez com complicações e outros fatores hereditários. Como a trombofilia pode ser hereditária, ter parentes de primeiro grau com trombose ou gravidez com complicações devem ser sinal de alerta.

Mulheres que têm trombofilia devem fazer tratamento durante toda a gestação, já que a trombofilia provoca uma falha no sistema de coagulação sanguínea.

Com o retorno dos trabalhos legislativos na Câmara Municipal, nesse mês de agosto, o Projeto de Lei será apreciado pelos vereadores.

Matérias Relacionadas
Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube