Fechar

Fechar

Em Campina, SEMAS realiza programação alusiva aos 28 anos do ECA

Da Redação com Codecom/CG. Publicado em 19 de julho de 2018 às 15:35.

Foto: Codecom/CG

Foto: Codecom/CG

O Teatro Rosil Cavalcante, localizado no Centro Cultural Lurdes Ramalho, bairro São José, foi palco nesta quinta-feira (19) de um evento promovido pela Secretaria da Assistência Social (SEMAS), através do Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDDCA), tendo como parceiros as Secretarias de Saúde e de Educação da Prefeitura de Campina Grande, como também todo o sistema da garantia de direitos da criança e do adolescente.

Na oportunidade foi realizada uma programação alusiva aos 28 anos do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), com premiação, atrações culturais e discussões durante toda manhã.

O Estatuto da Criança e do Adolescente, importante ferramenta de proteção e combate as diversas violências as quais as crianças e adolescentes estão sujeitas, completou 28 anos no último dia 13.

Para comemorar todo o sistema de garantia de direitos, A SEMAS premiou as crianças vencedoras do projeto “Pintando meus direitos”, além de apresentação cultural, palestras e mesa redonda acerca de discutir os 28 anos do ECA.

Foto: Codecom/CG

Foto: Codecom/CG

O projeto “Pintando meus direitos”, contemplou dez escolas da rede municipal e a unidade do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), onde foi lançada a proposta para que as crianças reproduzissem através de uma pintura livre temas que remetessem aos direitos das crianças e adolescentes, lembrando que é dever da família, da sociedade e do Estado assegurar aos jovens o direito a saúde, educação, cultura e lazer, entre outros.

O Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente criou uma comissão julgadora para eleger as 12 pinturas que melhor representou os direitos das crianças e adolescentes, segundo o ECA.

“Foram selecionadas as melhores pinturas nas quais, se tornaram o cenário de uma exposição, as pinturas foram reproduzidas através de banner”, relatou Renata Andrade, presidente do Conselho.

Ela ainda destacou que o ECA é um marco fundamental na proteção e garantia dos direitos fundamentais de todos os jovens.

Através do projeto “Pintando meus direitos”, as crianças estão como protagonistas no entendimento dos seus direitos e deveres, criando oportunidade, empoderamento e autonomia.

Matérias Relacionadas
Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube