Fechar

Fechar

Vinte cidades elegem novos prefeitos após cassação de mandatos

Agência Brasil. Publicado em 4 de junho de 2018 às 12:03.

Foto: Nelson Jr./ ASICS/TSE

Vinte municípios de nove estados (SP, CE, RJ, BA, RS, RO, MG, RN e GO) voltaram às urnas ontem (3) para eleger um novo prefeito, depois que os primeiros colocados nas eleições de 2016 perderam seus mandatos em decorrência de decisões do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Todos os candidatos eleitos devem ficar no cargo até o fim de 2020.

No Ceará, onde quatro cidades tiveram eleições suplementares no domingo. Foi eleito para prefeito de Santana do Cariri o candidato Pedro Henrique (MDB), com 50,08% dos votos (5.004), apenas 15 à frente de Vicente Brilhante (PDT), com 49,92% (4.989). A cidade tem menos de 200 mil eleitores e por isso não haverá segundo turno.

Já em Frecheirinha, Helton Luís (PDT) foi eleito com 100% dos votos válidos (4.934). Isso ocorreu porque a segunda colocada, Silvia Lúcia Aguiar Araújo, teve o registro de candidatura indeferido e ainda recorre da decisão, razão pela qual seus votos são considerados, por ora, nulos.

Em Tinguá, venceu Dr. Jaydson (PTB), com 53,23% dos votos (22.203). Em segundo lugar ficou Dr. Luiz (PSD), com 45,82% (19.114).

No município de Umari, foi eleita Neide (PSD), com 59,9% (2.739), à frente de Paula Viana (PHS), que obteve 43,10% dos votos válidos (2.075).

Em São Paulo, três municípios elegeram novos prefeitos. Em Bariri, Neto Leoni foi eleito com 56% dos votos (8.576), à frente de Airton Pegoraro (MDB), que recebeu 44% (6.739).

Em Pirapora do Bom Jesus, o candidato Gregório (MDB) venceu com 42,22% (3.861). Em segundo lugar ficou Andrea Bueno (PSDB), com 39,49% (3.611).

No município de Turmalina, Alex Ribeiro foi o vencedor com 51,22% dos votos (838). O segundo colocado foi Aparecido de Souza (PSDB), com 48,78% (798).

Em Ipatinga, cidade que fica na região conhecida como Vale do Aço, foi eleito como novo prefeito o candidato Nardyello Rocha (MDB), com 36,33% dos votos (34.697). O segundo colocado, Daniel Cristiano (PCB), obteve 20,22% (19.316).

Na região do Valo do Rio Doce, Guanhães elegeu Dorinha da Farmácia (PDT), com 40,54% dos votos (5.926). Guidinho (PHS) ficou em segundo lugar, com 23,26% (3.400).

Em Pocrane, foi eleito Eduardo José Macedo (PTB), com 55,61% (2.896), à frente de Ederson Domingos Dionis (PSB), com 44,39% (2.312).

Na cidade de Galinhos, Irmão Naldo (PR) foi o vencedor, obtendo 62% dos votos (1.302).

Em Parazinho, Carlinho de Veri (PMN) ganhou a disputa com 58,3% (2.208).

No município de João Câmara, Manoel (DEM) vai comandar a prefeitura, após obter 56,3% (10.390) dos votos.

Já em São José do Campestre, Nenem Borges (MDB) foi eleito com 50,7% dos votos (3.949).

Em Pedro Avelino, Alexandre Sobrinho (MDB) foi o vencedor, com 52,58% (2.888).

Os eleitores de Niquelândia, em Goiás, elegerem Fernando Carneiro (PSD) como prefeito. Ele recebeu 71,31% dos votos (12.598), contra 17,89% (3.161) do segundo colocado, Denguinho (PSDC).

Em Jeremoabo, cidade próxima a Paulo Afonso, o candidato Deri do Paloma (PP) foi eleito com 55,23% do votos (11.411). O segundo colocado, Antônio Chaves (PSD), recebeu 44,77% (9.275).

Na Serra Gaúcha, os eleitores de Bom Jesus escolheram Diogo Grazziotin (PP) como prefeito, dando a ele 49,32% dos votos (3146). O segundo colocado foi Diogo Kramer (PDT), com 43,69% (2.787).

Em Vilhena, o candidato eleito foi Eduardo Japonês (PV), com 100% dos votos válidos (21.520), já que os 15.933 dados à segunda colocada, Rosani Donadon (MDB), foram computados como nulos depois de ela ter o registro de candidatura indeferido. Rosani recorre da decisão.

No Rio de Janeiro, a cidade de Teresópolis realizou eleição suplementar. O novo prefeito, Vinicius Claussen (PPS), foi eleito com 36,58% dos votos (23.500), apenas 22 votos à frente do segundo colocado, Dr. Luiz Ribeiro (MDB), que recebeu 36,55% (23.478).

Matérias Relacionadas
Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube