Fechar

Fechar

Reitor chama Governo de imperialista e projeta caos na UEPB a partir de julho

Da Redação. Publicado em 14 de junho de 2018.

O reitor da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) Rangel Júnior, durante entrevista na Rádio Panorâmica FM, nesta quinta-feira (14) chamou a relação do Governo do Estado com a instituição de “imperialista” e “monárquica”.

Segundo ele, o Governo não cumpriu com o compromisso financeiro firmado com a UEPB no ano passado e a universidade acionou a Justiça para garantir os repasses devidos. Rangel afirmou que se a decisão não for favorável à instituição, as consequências serão graves.

 – A única esperança para a UEPB reside no Tribunal e Justiça da Paraíba. Se o tribunal não assegurar aquilo que está na lei da autonomia, o caos será instalado na universidade – disse.

O reitor explicou que a situação financeira da UEPB tende a se agravar a partir de julho e medidas drásticas poderão ser tomadas como a suspensão do ingresso de novos estudantes ou até mesmo o cancelamento do contrato de mais de 200 professores substitutos.

 – É possível que a UEPB entre agora entre julho e agosto em um processo de bancarrota, um quadro caótico que ameaça a suspensão de muitas atividades, como a entrada de alunos, a suspensão de contratos – disse.

Rangel também não descartou a suspensão do funcionamento de cursos da instituição e o cancelamento de vários contratos de prestação de serviço.

Matérias Relacionadas
Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube