Fechar

Fechar

PT/PB condiciona apoio à candidatura de Lula para fechar alianças

Da Redação. Publicado em 26 de junho de 2018 às 13:25.

O governador Ricardo Coutinho (PSB) tem dado declarações a respeito do Partido dos Trabalhadores, até então aliado do grupo socialista, que tem sinalizado uma aproximação e possibilidade de aliança com o PDT da vice-governadora Lígia Feliciano, que é pré-candidata ao Palácio da Redenção.

O presidente do PT/PB, Jackson Macedo, afirmou que o governador tem razão quando diz que o Partido dos Trabalhadores é “maior de idade”, destacando que a legenda tem muita experiência política e que sabe onde quer chegar.

– O PT sabe de onde vem, onde está e onde quer chegar. O PT identifica muito claramente quem são os seus aliados e os seus adversários. O PSB é o nosso maior aliado aqui no Estado. Sabemos que o PDT é um aliado nosso aqui na Paraíba e em nível nacional. Que o PCdoB é nosso aliado aqui no Estado. Sabemos que o Democratas, o PP, o MDB, o PSDB, o PV são os nossos adversários. Temos um único objetivo principal, e pra gente o mais importante é a eleição de Lula. Nossa preferência de debate é em torno dos partidos que vão nos ajudar a construir o palanque de Lula nos estados – explanou.

Em entrevista nesta terça-feira, 26, Jackson elogiou a postura do governador em relação ao PT nacional, em solidariedade a Dilma e a Lula, mas que o partido precisa de apoio para a eleição de Lula e que isso será um condicionante para uma aliança.

Foto: Paraibaonline

Foto: Paraibaonline

– O PSB está em disputa. Qual a posição do PSB sobre as eleições desse ano? Vota com Lula, vota com Ciro? Não vai ter uma decisão clara sobre a eleição presidencial? Agora é eleição. Precisamos do apoio do governador Ricardo Coutinho, de João Azevedo, ao projeto de eleição do presidente Lula. Se o PSB da Paraíba sinalizar publicamente no apoio à candidatura de Lula, já é suficiente para o PT estar nessa chapa – sublinhou.

Jackson também comentou sobre as declarações de Ricardo, que teria dito que quem tem voto no PT, referindo-se ao deputado federal Luiz Couto, estava o apoiando.

Ele frisou que esse pensamento de que só quem tem mandato é quem manda no partido é ultrapassado.

– O PT tem três deputados estaduais, um federal, prefeitos e vice-prefeitos, quase 200 vereadores no Estado. Dizer que só quem tem voto é Luiz Couto, acho que não é bem por aí. Luiz Couto é uma grande liderança do PT, tem muita força eleitoral, mas na executiva estadual ele tem apenas um voto. O PT é diferente dos outros partidos. Essa lógica de achar que quem só tem mandato é quem manda em partido é conservadora, ultrapassada, da década de 30 – respondeu.

Por fim, o petista rechaçou uma possível aliança com as pré-candidaturas da oposição, representadas por Lucélio Cartaxo (PV) e pelo senador José Maranhão (MDB).

As declarações repercutiram na Rádio Correio FM.

Matérias Relacionadas
Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube