Fechar

Fechar

Polícia Civil vai intimar supostas vítimas de agulhadas para prestarem depoimento

Da Redação. Publicado em 14 de junho de 2018.

Foto: Reprodução/ Internet

O superintendente da Polícia Civil de Campina Grande, delegado Luciano Soares, comentou sobre os supostos casos de agulhadas no Parque do Povo e afirmou que é preocupante as proporções que o fato está tomando.

Em entrevista nesta quinta-feira, 14, Luciano afirmou que apenas uma jovem de 26 anos prestou o boletim de ocorrência na madrugada do último dia 9, onde relatou que sentiu um beliscão na coxa e foi ao Hospital de Trauma.

Ele destacou que tem se avolumado o número de pessoas no Hospital de Trauma afirmando que sofreram agulhadas no Parque do Povo, mas que não há nenhuma prova sobre isso, e frisou que essas supostas vítimas devem comparecer à Delegacia para prestar queixa e se submeter ao exame pericial.

Luciano também salientou que foi enviado um expediente ao Hospital de Trauma para a Polícia ter acesso às informações dessas pessoas, para que elas sejam intimadas à Delegacia.

– Enfatizo que a lesão corporal de natureza leve é um crime que precisa de representação, então a pessoa precisa ir à Delegacia. Não há provas de que exista algo mais do que isso, então não pode ser de ação pública. De todo modo, encaminhamos um expediente ao Hospital de Trauma para que facilite o acesso de informações dessas pessoas, para que elas possam ser intimadas à Delegacia e possam esclarecer. Como gestores da segurança pública temos a responsabilidade de trazer a paz e tranquilidade da população, em uma festa tão bonita, tão bem organizada com antecedência. Peço às pessoas que apresentaram ferimentos, de fato, se apresentem na Delegacia para prestar depoimento e se submeterem ao exame pericial do IPC, para que possamos identificar e prender esse eventual autor desses crimes – sublinhou.

As declarações repercutiram na Rádio Correio FM.

Matérias Relacionadas
Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube