Fechar

Fechar

Eleitorado paraibano tem diminuição por conta da biometria

Da Redação de João Pessoa (Hacéldama Borba). Publicado em 20 de junho de 2018 às 18:00.

As estatísticas do perfil do eleitorado paraibano para as eleições majoritárias em outubro revelam uma diminuição de quase 1% no número de eleitores no Estado.

Enquanto nas eleições de 2016, o número de eleitores foi de 2.889.731, nas eleições deste ano, esse número baixou para 2.865. 578.

A informação é do secretário de TI (Tecnologia da Informação) do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba, José Cassimiro Júnior (foto), que informou ainda que os dados só serão fechados em sua totalidade no próximo dia 5 de julho, mas ele antecipou alguns número para imprensa.

Foto: Ascom

Foto: Ascom

Segundo o secretário, historicamente se tem um crescimento de uma eleição para outra, em torno de 5%, mas das últimas eleições para esta se verificou uma diminuição justamente por conta da biometria e foram cancelados os títulos de 146 mil eleitores por diversos motivos, entre eles a transferência de domicílio eleitoral.

“Muitos eleitores que se transferiram para outros Estados e insistiam apenas em justificar o voto tiveram que fazer a regularização na residência atual e por conta da biometria tiveram os títulos cancelados, por isso nós tivemos esse decréscimo”, explicou.

Conforme o secretário, ainda é preocupante quanto ao grau de instrução do eleitorado paraibano, que apresenta 24,65% com apenas o ensino fundamental incompleto, enquanto que 21,14% tem o fundamental completo.

Foto: José Cruz

Foto: José Cruz

Nestas eleições, o eleitor com pouca instrução pode se atrapalhar na hora da votação porque são seis cargos a escolher e ele terá que digitar, ao todo, 19 números.

“Se nós juntarmos o eleitorado com ensino fundamental incompleto e o eleitorado que se diz analfabeto, cujo percentual é de 7,66%, no total teremos 32% de eleitores que estão entre os analfabetos e os analfabetos funcionais. Nessa escala do fundamental incompleto encontramos vários eleitores que na verdade são analfabetos funcionais, ou seja, eles desenham o nome, mas não querem assumir a condição de analfabetos. Então, votar em seis cargos não será fácil, se a pessoa não tiver um esclarecimento maior”, destacou.

Ele ainda orienta que é preciso que essa faixa do eleitorado leve uma “colinha”, fique ciente dos números dos seus candidatos, até porque o Supremo Tribunal Federal derrubou o voto impresso, talvez não se terá mais a tela resumo, o que não deixa de ser um problema a menos para o eleitor.

relação ao eleitorado feminino continua sendo o maior com 52%. Por faixa etária o maior percentual está entre os eleitores que têm entre 45 a 59 anos, que representam 23, 04% do total de eleitores.

Juntando os eleitores com 25 a 59 anos, eles totalizam 65%. Os jovens com menos de 18, desobrigados a votar, representam apenas 2% do eleitorado paraibano.

“O percentual foi baixíssimo. Os jovens parecem estar desgostosos com a situação política do país e a procura pelo alistamento eleitoral este ano foi bem desprezível”, atestou o secretário.

Matérias Relacionadas
Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube