Fechar

Fechar

Tabagismo é um dos principais responsáveis por cânceres

Da Redação. Publicado em 31 de maio de 2018 às 13:19.

No Brasil, mais de 160 mil pessoas morrem anualmente em decorrência de cânceres causados pelo tabagismo, de acordo com dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA).

Além disso, a Organização Mundial de Saúde (OMS) estima que o tabaco é responsável pela morte de mais de 7 milhões de pessoas em todo o mundo, sendo 890 mil fumantes passivos. Como forma de alertar a população e prevenir contra o problema, nesta quinta (31) é o Dia Mundial sem Tabaco.

O mote da campanha de prevenção desse ano é “Tabagismo e Doenças Cardiovasculares” e a clínica geral do Hapvida, Martha Guimarães, esclarece que é importante conscientizar a população para evitar o problema.

“Sempre procuro alertar aos meus pacientes sobre a importância de abandonar esse mau hábito que, além do câncer, também pode causar doenças cardiovasculares severas, levando à morte. O processo educativo e de orientação deve ser iniciado ainda na fase escolar, para que as crianças e os adolescentes de hoje não se tornem dependentes no futuro”, orienta.

foto: reprodução

A médica explica que normalmente o perfil de um fumante é de uma pessoa com hipertensão, dislipidemia (alteração no nível de lipídios ou lipoproteínas no sangue), sedentarismo, ansiedade e diabetes.

“Por causa desses fatores, há uma grande possibilidade de um acidente cardiovascular. Isso sem deixarmos de mencionar patologias pulmonares, como Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC) e neoplasia maligna”, afirma.

Além disso, por causa da nicotina, o tabagismo é um problema que causa dependência física e psicológica. Entre outros problemas, o consumo do cigarro aumenta o triglicerídeo, reduz a quantidade do bom colesterol (HDL) e contribui para bloquear o fluxo sanguíneo.

“As substâncias químicas do cigarro danificam as células que revestem os vasos sanguíneos e aumentam significativamente o acúmulo de placas de gordura, além de causar o estreitamento dos vasos sanguíneos, o que contribui, por exemplo, para os infartos”, analisa Martha Guimarães.

Matérias Relacionadas
Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube